27/01/2015 - Escola Tancredo de Almeida Neves de São Félix do Araguaia está entre as trintas que ameaçam a vida de alunos

27/01/2015 - Escola Tancredo de Almeida Neves de  São Félix do Araguaia está entre as trintas que ameaçam a vida de alunos

 

Trinta escolas estaduais não possuem condições estruturais para abrigar estudantes e a nenhum profissional da educação em Mato Grosso. Em decorrência do risco de vida a exposição a esses ambientes, o Estado terá de buscar alternativas, como a cedência de espaços ou locações em regime de urgência. O ano letivo da rede estadual terá início no próximo dia 9 de fevereiro e a nova gestão da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso garantiu que nenhum dos alunos matriculados  nessa unidades será prejudicado. 

 

Em Cuiabá, de acordo com dados fornecidos pela Superintendência de Acompanhamento e Monitoramento de Estrutura Escolar, a escolas estaduais Hermelinda de Figueiredo (Coophema) enfrenta graves problemas e os alunos serão remanejados. Ainda na capital, as escolas estaduais Santos Dumont, no Dom Aquino, e Padre Ernesto, enfrentam infiltrações, mas os problemas devem ser solucionados para o início das atividades letivas.

 
Em Várzea Grande, a suspensão das atividades na atual estrutura física – até que as adequações sejam realizadas – atingem as escolas Domingos Sávio Brandão de Lima,  no bairro Cristo Rei e Manoel Corrêa de Almeida, região do Construmat.
 
Em Sinop, na região Norte do Estado, o diagnóstico aponta que as escolas estaduais Nossa Senhora de Lourdes, Rosa dos Ventos, Zeni Vieira, também representam exposição a riscos.
 
"Existe uma preocupação com a falta de condições destas escolas para atender o aluno, neste primeiro momento, mas estamos adotando todas as medidas necessárias para que o estudante não fique prejudicado", explica o secretário de Estado de Mato Grosso, Permínio Pinto.

Das 746 unidades escolares, 78 apresentam problemas na estrutura física que precisam ser sanados até o começo das aulas. "São situações que necessitam de reparo emergenciais, que vamos corrigir até o início do ao letivo para evitar prejuízos a um maior número de estudantes", afirmou.


Conforme o secretário, a determinação é atender a demanda de todas as unidades escolares que precisarem de reformas emergenciais. Estas intervenções estão relacionadas a pisos, banheiros, instalações elétricas e hidráulicas que precisam ser melhoradas para dar tranquilidade ao aluno na sala de aula. Foram constados também problemas em refeitórios e tetos. Portas e janelas estão quebradas ou com defeitos. 

A Escola Estadual Tancredo de Almeida Neves está entre as trintas escolas de Mato Grosso que não têm estrutura e ameaçam a vida de alunos em São Félix do Araguaia.

Veja a lista das escolas e os respectivos municípios:

1 - Escola Estadual Julio Muller – Barra do Bugres 
2 – Escola Estadual Maria Nazaré Miranda Noleto – Barra do Garças 
3 – Escola Estadual Indígena Jucelino Tserema-á – Barra do Garças 
4 – Escola Estadual Indígena Xinui Myky – Brasnorte 
5 – Escola Estadual Indígena Myhyinymykyta Skiripi – Brasnorte 
6 – Escola Estadual Marechla Cândido Rondon – Campo Novo do Parecis 
7 – Escola Estadual Ana Tereza Albernaz – Chapada dos Guimarães 
8 – Escola Estadual Florestan Fernandes – Cláudia 
9 – Escola Estadual Doroth Stong - Cláudia 
10 – Escola Estadual Antonio Alves Dias – Confresa 
11 – Escola Estadual Waldir Bento da Costa – Confresa 
12 – Escola Estadual Hermelinda de Figueiredo – Cuiabá 
13 – Escola Estadual Dom Aquino – Dom Aquino 
14 – Escola Estadual Damião Mamedes do Nascimento – Jangada 
15 – Escola Estadual Maximiana do Nascimento – Jangada 
16 – Escola Estadual Amarílio Gomes da Silva – Nossa Senhora do Livramento 
17 – Escola Estadual Olegário Moreira Barros – Nortelândia 
18 – Escola Estadual Bacharel Ribeiro Arruda – Poconé 
19 – Escola Estadual São Domingos Sávio – Ponte Branca 
20 – Escola Estadual Coutinha União – Querência 
21 – Escola Estadual Zeni Vieira – Sinop 
22 – Escola Estadual Nossa Senhora de Lourdes – Sinop 
23 – Escola Estadual Rosa dos Ventos - Sinop 
24 – Escola Estadual Indígena Piebaga – Santo Antonio de Leverger 
25 – Escola Estadual Tancredo de Almeida Neves – São Félix do Araguaia 
26 – Escola Estadual Ignácio Schevinski Filho – Sorriso 
27 – Escola Estadual Marechal Cândido Rondon – Tangará da Serra 
28 – Escola Estadual Filinto Muller – Tesouro 
29 – Escola Estadual Domingos Sávio Brandão de Lima – Várzea Grande 
30 – Escola Estadual Manoel Corrêa de Almeida – Várzea Grande 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário