27/01/2015 - Sem Botelho, Emanuel Pinheiro insiste na disputa pela presidência e descarta Primeira Secretaria

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) reconheceu que a saída de cena do deputado eleito Eduardo Botelho (PSB) da sua chapa na disputa pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa foi um duro golpe, mas avisou que se mantém na disputa pela Presidência até o fim. Ele não aceitou a indicação para entrar na briga pela Primeira Secretaria, já aceita pelo deputado reeleito Ondanir Bortolini, o ‘Nininho’ (PR).

 

“Eu quero apenas o direito de disputar. Pautei a apresentação da minha candidatura seguindo as diretrizes definidas em jantar com o governador Pedro Taques”, observou ele. Nos bastidores, o favoritismo do deputado Guilherme Maluf (PSDB) como candidato a presidente é visto como consolidado, ficando a Primeira Secretaria para a escolha interna do Partido da República.
 
“Desejo ao menos o direito de disputar internamente a presidência, com Maluf, no bloco que definimos anteriormente. Quero esta oportunidade”, afiançou ele.
 
No sexto mandato parlamentar e quarto como deputado estadual, Pinheiro resiste em ‘jogar a toalha’, como se diz no jargão do boxe e da política. “Muita coisa vai acontecer até a eleição [da Mesa Diretora]. Antes de domingo, muita água ainda irá rolar sob a ponte”, afirmou Emanuel. Ele garante ter o apoio de quatro dos cinco deputados do PR: Nininho, Wagner Ramos e Sebastião Resende. Ele também tem o apoio do deputado José Domingos Fraga Filho (PSD).

O deputado Mauro Savi, atual primeiro secretário da Assembleia Legislativa, ainda não desistiu, mas perdeu força desde quando não conseguiu unificar sequer a bancada do PR. Savi foi o mais  para deputado estadual, em outubro do ano passado.

 

 

Da Redação - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário