27/01/2016 - Presidiária é a 4ª aprovada em cursos da UFMT

27/01/2016 - Presidiária é a 4ª aprovada em cursos da UFMT

A recuperanda Josicler Constante Soares, 25 anos, foi selecionada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para ocupar uma das vagas para o curso de Ciências Biológicas. Assim, Josicler entra para a lista de recuperandos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade 2015 (Enem PPL) e que foram aprovadas em cursos da universidade federal do estado.

Em 2015, o número de detentos que se inscreveram na edição do Enem PPL foi de 830. As provas foram aplicadas em 29 estabelecimentos penais. A servidora da Penitenciária Feminina “Ana Maria do Couto May”, Adelaide Dos Santos Moraes, destaca que a direção da unidade fará levantamento para saber se houve recuperandas que atingiram nota suficiente para certificação de Ensino Médio.

“Além disso, algumas das inscritas no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) estão na expectativa de ainda conquistar uma vaga na UFMT, através da lista de espera que será divulgada no dia 04 de fevereiro, e ainda nesta semana, as mesmas serão inscritas no Programa Universidade para Todos (Prouni), que tem como finalidade a concessão de bolsas de estudos integrais e parciais a estudantes de graduação”, informa a pedagoga.

A diretora da penitenciária, Gisele da Silva Araújo, conta que na unidade foram inscritas 32 recuperandas, sendo 15 para pleitear certificação de ensino médio e 17 para pleitear o acesso a curso superior. “Dentre as inscritas, ocorreu duas ausências por saída de alvará. Das 30 participantes que fizeram a prova, apenas duas não tiveram nota de redação, pois entregaram em branco. Daquelas que fizeram a redação, nenhuma tirou nota zero e a que teve melhor desempenho atingiu nota 780”.

Como funciona
Para assegurar a igualdade de tratamento prevista no caput do Artigo 5º da Constituição Federal “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realiza uma edição específica do 
Enem para adultos submetidos a penas privadas de liberdade e jovens sob medidas socioeducativas que inclua privação de liberdade.

A realização do Enem PPL envolve vários atores. A partir da publicação do Edital, em 28 de Setembro de 2015, o secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Márcio Dorilêo, assina o Termo de Adesão, Responsabilidades e Compromissos junto ao Inep, designando um servidor, responsável estadual, para articular com o Instituto e com as Unidades Penais/Socioeducativas que tem condições para a realização das provas.

Em seguida os responsáveis por cada uma dessas Unidades Penais/Socioeducativas são também convidados a assinar um Termo de Adesão, Responsabilidades e Compromissos junto ao Inep, bem como designar um servidor como responsável pedagógico pela Unidade Penal, que dará andamento às etapas seguintes até a realização das provas.

Tais etapas implicam o levantamento de inscrição, a participação na capacitação necessária para atuar frente ao processo de realização do Enem, a organização interna necessária para que o evento ocorra com tranquilidade (envolvimento dos servidores, suspensão de outras atividades, preparação das salas, etc).

Após a realização da prova, ocorrida em 01 e 02 de Dezembro de 2015, aguarda-se a divulgação de resultados, o que se deu em 08 de Janeiro de 2016.

 

 

Rodrigo Maciel Meloni | Sejudh-MT