27/03/2013 - Casal mata primo em Alto Boa Vista e em menos de 3 horas são presos em Ribeirão Cascalheira

 

Um casal acusado de homicídio foi preso em flagrante, às 09h de terça-feira (26.03), pela Polícia Militar, em Ribeirão Cascalheira, durante abordagem na travessia urbana da BR 158. Os suspeitos, Valdete Xavier de Faria, 45 e Luzinete Ribeiro Miranda Yamane, 44, são apontados como autores do assassinato de Geraldo Xavier de Faria, 52, em um assentamento na região de Alto Boa Vista.

Com o conhecimento dos fatos, o delegado de Alto Boa Vista, Rogério da Silva Ferreira, traçou as possíveis rotas de fuga do casal e a distância que eles poderiam ter percorrido até aquele momento e acionou as polícias Civil e Militar das cidades vizinhas, passando dados dos suspeitos, como veículo utilizado, nomes e características físicas.

Graças às informações repassadas pelo delegado, o casal foi preso em menos de três horas após o crime na cidade de Ribeirão Cascalheira pelos policias militares soldados Ademir e Airton (na foto), em um veículo Fiat Uno Vivace 1.0, prata, placas NVC-2590, Goiânia-GO, com um revólver calibre 38 com seis munições sendo 5 intactas e uma deflagrada e mais 10 munições no bolso. Os acusados foram encaminhados a Delegacia de Ribeirão Cascalheira e posteriormente levadas de volta para Alto Boa Vista e autuados em flagrante. Eles tiveram pedido de prisão preventiva representada pelo delegado Rogério da Silva Ferreira.

 

 

 Entenda o caso 

O crime aconteceu na residência da vítima, em um assentamento rural na cidade de Alto Boa Vista. O casal reside em Sanquerlândia-Go, que é a terra natal de ambos e foram bem recebidos pela vítima que havia até preparado um churrasco. 

 Ao chegar ao local, os suspeitos se mostraram diferentes e iniciaram uma breve discussão. Em seguida efetuou um disparo de arma de fogo contra a vítima, que não teve oportunidade de defesa. O acusado disse a PM que ele queria apenas assustar o primo que acabou falecendo.

O disparo atravessou a coxa direita da vítima, que tentou fugir, mas caiu a aproximadamente 50 metros do local, morrendo poucos minutos depois. Durante a ação do marido, a esposa segurava o filho da vítima com 12 anos, para impedir que ele defendesse o pai.

De acordo com as investigações, o crime  foi motivado por dívidas que a vítima tinha com o casal, relativa a uma propriedade rural na reserva indígena Suiá Missú, desocupada no final de 2012.

A vítima teria intermediado a venda da propriedade rural do casal, mas com a desocupação da área, o comprador não pagou parte do valor acertado. Desde então o acusado estaria ameaçando o primo de morte, exigindo o pagamento do restante de 90.000,00 do valor acertado no negócio.

 

Escrito por Kassu / Água Boa News 

COMENTÁRIOS

Data: 27/03/2013

De: tallis miller da silva

Assunto: geraldo xavier

Isso foi uma injustiça matar um pais dd familia . da onde o senhor geraldo xavier ia tirar esse dinheiro sendo que as terras eram indigenas ... agora vao pagar pelo erro que esse casal cometeu...aki e tallismiller prestando solidariedade a familia xavier . vcs sempre estaram em meu coraçao ... luto da familia silva

Data: 19/06/2013

De: justiceiro

Assunto: justiça

pai de família o valdete xavier também é, e dinheiro pra pagar o geraldo tinha, e a dívida era legítima ele naopagou porque era malandro

Data: 27/03/2013

De: DIVINO MIRANDA

Assunto: ESSA PRISAO EM FLAGRANTE

a policia agiu rapido e prendeu em flagrante . esses assasino o geraldo ia pagar esse asasino ,matou ele na covardia esse asasino tem que pudreser na cadeia

Data: 19/06/2013

De: homem sério

Assunto: Re:desonestidade

o geraldo devia pro cara a mais tres anos, era um baita malandro e o valdete xavier é homem honesto, nao merecia este calote,

Data: 12/01/2014

De: luiz

Assunto: Re:Re:desonestidade

ele recebeu

Novo comentário