27/04/2011 16h:49 Baiano Filho e Prefeitos debatem déficit da Saúde no Norte Araguaia

 O deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) participou nesta segunda-feira (25.04), na Câmara Municipal de Confresa, da reunião que mobilizou os municípios formadores do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Araguaia e Xingu (Cisax). O consórcio, que tem o Hospital Municipal de Confresa como referência na região, sofre com o déficit gerado no atendimento.  

Segundo o prefeito de Confresa, Gaspar Lazari, o montante deveria ser contabilizado com base no quantitativo populacional agregado pela região, e não de acordo com o número de atendimentos prestados. Gaspar afirma que o atendimento ao consórcio gera um custo mensal de aproximadamente R$ 208 mil reais, onde cerca de R$ 120 mil reais são cobertos pela Rede SUS, restando um déficit aproximado de R$ 88 mil reais, suportado pelo município.

Apesar de sensibilizados com o numero de atendimentos confrontados a receita da unidade, os prefeitos não conseguiram chegar a um consenso quanto ao rateio do déficit.

Diante do impasse, Gaspar propôs a readequação dos repasses com base no cálculo populacional, o que em alguns casos multiplicaria em pelo menos três vezes os valores hoje repassados por alguns municípios.

Os prefeitos de Porto Alegre do Norte, Edi Scorsin, e de Vila Rica, Naftaly Calisto, foram enfáticos ao discordarem da proposta apresentada, alegando a incapacidade dos municípios em assumir um compromisso desse montante.   

“Entendo a situação do prefeito Gaspar, mas a situação dos demais municípios não é diferente; no entanto estamos num momento de recuperação da saúde no estado, com a presença efetiva do governo do estado. Entendemos esse déficit, mas também não temos de onde tirar o reajuste proposto. Vamos buscar uma solução viável para todos, mas de maneira nenhuma podemos ficar sem o consórcio”, pontuou Edi Scorsin.

Nesse contexto, a Prefeitura de Vila Rica se comprometeu em avaliar os números, a fim de apresentar uma nova proposta que deverá ser encaminhada à Confresa até a próxima sexta-feira, dia 29.

Para Baiano Filho, a solução do impasse passa obrigatoriamente pela união dos municípios.

“O Governo do Estado tem o compromisso de destinar à região os investimentos necessários para desenvolver a região que será a nova fronteira agrícola do estado, mas nesse processo, os municípios têm autonomia e precisam buscar em conjunto, sempre defendi a união”, afirmou o deputado Baiano Filho.

“A presença do deputado Baiano é indispensável para nossas deliberações, ele conhece nossa realidade e sabe que tenho recebido cobranças da câmara para sair do consórcio. Agradecemos o compromisso do secretário Pedro Henry, através do Baiano, em aumentar nosso repasse pagando o mesmo valor de faturamento do SUS, mas ainda faltam mais de R$ 88 mil que precisamos resolver em casa. Para seguir com o consórcio, precisamos equacionar esta conta”, relatou o prefeito Gaspar Lazari.

Participaram da discussão os prefeitos de Confresa, Gaspar Lazari; de Vila Rica, Naftaly Calisto; de Canabrava do Norte, Lorival Martins; de Porto Alegre do Norte, Edi Escorsin; de Santa Cruz do Xingu, Eurípedes Neri Vieira; o presidente da Câmara de Confresa, José Ferreira de Oliveira, entre outros vereadores e demais autoridades.

Compõem o Consórcio de Saúde de Confresa: Porto Alegre do Norte, Confresa, Santa Terezinha, Vila Rica, Santa Cruz do Xingu, São José do Xingu e Canabrava do Norte.