27/05/2011 - 15h:30 Idosa de 80 anos está à espera de cirurgia há 39 dias em hospital em MT


Uma idosa de 80 anos, está há 39 dias a espera de cirurgia ortopédica no Hospital Regional de Cáceres. Maria Anunciata da Conceição deu entrada no hospital no dia 17 de abril, com fratura no fêmur. E, até na manhã de ontem, permanecia apenas recebendo medicamentos. A denúncia foi feita  pela filha Cícera Alves Feitosa (40 anos) ao informar que já havia recorrido a Câmara Municipal e até ao Ministério Público, visando à solução do problema. “Estão sempre protelando a cirurgia. Um dia não tem médico; outro não tem UTI”. O secretário de Saúde, Pedro Henry disse que o novo modelo de gestão de saúde à ser implantado no Estado terá resultado prático a partir do próximo ano.

A exemplo do resto do Estado, o caos na saúde se instalou, há muito tempo em Cáceres. Os médicos estão em greve e atendem apenas casos de urgência ou emergência. As informações são de que faltam medicamentos e muitos aparelhos usados para procedimentos cirúrgicos estariam sucateados. Enquanto que outros estão encaixotados por falta de técnicos para operá-los. “Muitas vezes não existe nem luvas cirúrgicas” afirmou um funcionário. Informações internas do hospital, conseguidas com exclusividade, pelo Jornal Expressão são de que, até na terça-feira, existiam 37 pacientes na fila a espera de cirurgia.

“É muito doido ver a mãe da gente morrendo aos poucos sem poder fazer nada para ajudá-la” disse Cícera afirmando que a dona Marilce vem perdendo alguns movimentos devido a idade e ao longo tempo de espera, sempre na mesma posição no leito hospitalar.  Além do jornal e da Câmara, ela informou que já recorreu ao Ministério Público. Porém, até na terça-feira, o pedido de socorro não havia sido atendido. O jornal tentou alguns contatos com o diretor do hospital mais ele não atendeu as ligações. Jonas Alves Ribeiro, inclusive, foi convocado para prestar esclarecimentos da situação no final da tarde de ontem na Câmara.

O deputado federal licenciado, Pedro Henry, atual secretário de Estado de Saúde, informou que o novo modelo de gestão, através das Organizações Sociais (OSS) que serão implantadas nos próximos dias no Estado, deverá apresentar resultados práticos, somente, a partir do próximo ano. “O novo modelo de gestão já está sendo aceito pela população. Mas terá reflexos positivos somente a partir do próximo ano” assegura Henry. Os vereadores Josias Modesto (PTB) e Alvasir Alencar (PP) reuniram na tarde de ontem com o deputado Pedro Henry, cobrando uma solução para o problema. Os vereadores afirmaram que o Hospital Regional de Cáceres vive um dos piores momentos de sua história

 

Sinézio Alcântara
de Cáceres

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário