27/05/2016 - Desmatamento reduz na Bacia do Xingu

27/05/2016 - Desmatamento reduz na Bacia do Xingu

Em Mato Grosso houve uma forte queda do desmatamento na Bacia do Xingu. Essa queda é atribuída principalmente à segunda fase do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm), que focalizou em ações de monitoramento (sistema Deter) e comando e controle (sendo a operação Arco de Fogo o exemplo mais evidente).

A taxa de desmatamento para a Bacia do Xingu está próxima dos 100km², evidenciando o limite de tais políticas e dos acordos setoriais aplicados até o momento para a redução do desmatamento.

Segundo a pesquisa realizada pelo Instituto SocioAmbiental (ISA), em Mato Grosso o estancamento da economia local provoca uma queda significativa do desmatamento, principalmente na cidade de Paranatinga. Este município teve 65 casos em 2015, uma diminuição no desmatamento de 28%. Já em Nova Ubiratã, teve 42 casos,uma queda de 36% nos últimos 5 anos.

Já o município de Feliz Natal teve um aumento de 102%. Nos anos de 2011 a 2015, foram detectados 330 casos de desmatamento, que dava uma média de 66 casos por ano. Em 2015 foram detectados 42 casos, uma queda de 36%.

O estudo mostra que os maiores focos de desmatamento se encontram na faixa de 80 a 100 km da estrada BR-163, na frente das cidade de Feliz Natal, Gaúcha do Norte e União do Sul. 

 

 

Soraya Medeiros, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário