27/05/2016 - Avião furtado de aeroporto em MT é encontrado na Bolívia e 3 são presos

27/05/2016 - Avião furtado de aeroporto em MT é encontrado na Bolívia e 3 são presos

O avião monomotor, de propriedade da TV Centro América, que foi furtado de um hangar do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (26), na Bolívia. Segundo a Polícia Federal, a aeronave, prefixo PT-JKX e modelo Cessna C210, caiu em uma fazenda, localizada a 30 km de San Javier, e três pessoas ficaram feridas.

A polícia da Bolívia informou que três pessoas, sendo dois brasileiros e um chileno, estavam a bordo da aeronave e ficaram feridos. Eles foram levados para um hospital daquela região e, segundo a PF, um deles teve a mandíbula quebrada.

 

"O avião caiu e as pessoas que estavam nele foram levadas para um centro médico. Precisamos averiguar a situação para iniciar as investigações", disse ao G1 o coronel Marco Alvares, subdiretor da Força Especial de Luta contra o Narcotráfico da Bolívia.

Segundo ele, não foi encontrada nenhuma droga no avião. O chileno David Alejandro Ramirez Oyarde e os brasileiros Bruno Alence Wachecosqui e Tiago Rodriguez de Sousa,  foram encaminhados ao Departamento de Prevenção contra Roubo de Veículos (Diprove), da Bolívia, que deverá ficar responsável pelas investigações sobre o caso.

O Grupo de Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) informou ter sido procurado por um promotor de Justiça da Bolívia em busca de intermediar a questão junto à empresa proprietária do avião.

Uso para o tráfico

Segundo a Polícia Federal, durante o interrogatório, os três suspeitos apresentaram versões contraditórias. A PF trabalha com a hipótese de que os suspeitos furtaram a aeronave com a finalidade de entregá-la em território estrangeiro, para ser utilizada no tráfico internacional de drogas.
De acordo com a PF, são fortes os indícios de que os três suspeitos que estavam na aeronave foram os responsáveis pela invasão do hangar onde se encontrava o avião e apenas não chegaram ao seu destino em virtude do acidente aéreo.

Deportação

A Polícia Federal informou que irá encaminhar pedido de prisão preventiva dos três suspeitos ao juiz criminal da Comarca de Várzea Grande (MT), bem como pedido de deportação às autoridades da Bolívia. Enquanto isso, os três permanecem sob a custódia da polícia boliviana.

Furto em hangar
 
O furto do avião do hangar do aeroporto foi notado pelo próprio piloto da empresa, Luiz Roberto Aldigueri Filho, ao chegar no local para dar aula de aviação no aeroporto e denunciado à Polícia Federal, que irá investigar o crime.

A aeronave saiu do aeroporto com um plano de voo usando o código do piloto da empresa. O autor do crime sabia o registro dele e tinha conhecimento sobre o avião que ele pilotava.

Pelo plano de voo, os criminosos seguiriam com a aeronave para Cáceres, a 220 km de Cuiabá, na região de fronteira com a Bolívia. Os criminosos ainda levaram as câmeras de segurança do hangar. O avião tinha capacidade para acomodar seis pessoas, incluindo o piloto.

 

 

 

 

Pollyana Araújo Do G1 MT

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário