27/06/2016 - Estado forma mais 455 novos investigadores da Polícia Civil

27/06/2016 - Estado forma mais 455 novos investigadores da Polícia Civil

A espera de quase três anos para candidatos do casdastro de reserva ao cargo de investigador de polícia, do Concurso de 2013, terminou nesta semana. Depois de um longo processo, entre serem chamados e nomeados efetivamente, 455 novos investigadores concluíram o 14o. Curso de Formação Técnico-Profissional, dentro do planejamento do Governo do Estado para recomposição do efetivo da Segurança Pública de Mato Grosso. A formatura foi realizada nesta sexta-feira (24.06), na sede da Associação Mato-grossense dos Delegados de Polícia (Amdepol), em Cuiabá.

O governador Pedro Taques lembrou, com bom humor em seu discurso, as constantes “abordagens” ocorridas ainda na campanha eleitoral e durante os primeiros meses de sua gestão, dos aprovados do cadastro de reserva do concurso, que pediam para que fossem nomeados.

“Na campanha. No ato da posse. Por todos os lugares que andei, nas redes sociais e até em velório, lá estava você Cadastro de Reserva, me seguindo por onde estivesse. Você conseguiu. E hoje é servidor público do Estado de Mato Grosso. E tem um papel fundamental de dar conforto a uma vítima. Apontar um culpado após uma investigação rigorosa e também fazer com que um inocente não pague por um crime que ele não cometeu”.

Taques também destacou que em 15 meses de gestão formou 1.077 novos investigadores e escrivães da Polícia Judiciária Civil, número que representa um terço total de efetivo da instituição, atualmente de 3.290 policiais, aproximados.

O delegado geral da Polícia Civil, Adriano Peralta, destacou a nova fase de atividade dos policiais. “A partir de segunda-feira (27), a vida dos senhores e senhoras vai mudar mais ainda. Nova cidade, novos colegas, novo rumo. A vida é assim, cíclica. A profissão que escolhemos é muito dinâmica, imprevisível. Tenham certeza que nos locais mais difíceis encontrarão as pessoas mais acolhedoras. Aprendam a olhar nos olhos das pessoas que vão atender", incentivou.

O responsável pela formação dos novos policiais, diretor da Academia de Polícia Judiciária Civil, Carlos Fernando Cunha, destacou que, além de conhecimento técnico, o objetivo era lapidar a pessoa por trás do distintivo.”Nós precisamos cada vez mais de uma policia em que os filhos se orgulhem dos pais. Com satisfação, percebo que estão levando consigo coragem, nobreza, companheirismo, ética e humildade”.

O secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, parabenizou os formandos, os professores e a família dos novos investigadores por contribuíram na formação do caráter. “Não estamos formando aqui apenas profissionais da segurança, mas cidadãos de bem, que vão salvaguardar a sociedade mato-grossense”.

Formandos

Motivado a fazer a diferença positivamente, o formando Carlos Lemes Vieira, 32 anos, conta que a atividade policial é um sonho antigo. “Durante o curso de formação aprendemos com técnicas e doutrinas a melhor maneira de defender a sociedade mato-grossense, respeitando o cidadão e mantendo a ordem pública”.

Para Adailson Ramos, 30 anos, a missão policial é também um desejo de infância. “É algo que sempre sonhei e que, agora, está se tornando realidade. É uma honra integrar a parcela da sociedade que luta pelo bem”.

O orador, Vicente Gomes, definiu o momento atual dos formandos. “Hoje, estamos sendo ‘devolvidos’ à sociedade para retribuir a excelente formação recebida. Somaremos forças para desenvolver nossa missão”.

Regionais

Os recém-formados vão atuar na recomposição do efetivo em 15 regionais da PJC em Mato Grosso: Água Boa, Alto Araguaia, Barra do Garças, Cáceres, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Sinop, Rondonópolis, Primavera do Leste, Confresa, Alta Floresta, Juína, Tangará da Serra, Cuiabá e Várzea Grande. As portarias serão entregues para a região metropolitana na segunda-feira (27) e para os polos dos interior entre os dias 28 a 30 de junho.

A solenidade também contou com a presença dos diretores da Polícia Judiciária Civil: Rogério Atilio Modelli (Adjunto geral), Maria Alice Barros Amorim (Atividades Especiais), Miguel Rogério Gualda (Metropolitano), Walfrido Franklin Nascimento (Interior), Mário Dermerval (Execuções Estratégicas), Gerson Vinicius Pereira (Inteligência), Jesset Munoz de Lima (Corregedor); delegados regionais de Cuiabá, Várzea Grande e Sinop, Anaíde Barros, Wladimir Fransosi, e Sérgio Ribeiro, respectivamente; presidentes dos Sindicatos dos Delegados e dos Investigadores, Wagner Bassi e Cledison Gonçalves; além de representantes da Justiça e de outras forças da Segurança Pública do Estado e da União, como a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Casa Militar; Defensoria Pública, Exército Brasileiro, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Militar, Politec e Corpo de Bombeiros.

 

 

Leidiane Montfort/PJC-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário