27/08/2015 - Adolescentes amarraram, torturaram e mataram garota com 40 facadas

27/08/2015 - Adolescentes amarraram, torturaram e mataram garota com 40 facadas

Os quatro adolescentes apreendidos pela Polícia Civil em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, na tarde de terça-feira (25), confessaram ter amarrado numa árvore, torturado e assassinado a menor de idade cujo corpo foi encontrado boiando no Rio Verde. A vítima tinha entre 13 e 14 anos, segundo a polícia, e foi morta com 40 facadas. Outros dois adolescentes também são suspeitos dos crimes, mas ainda não foram localizados.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no último sábado (22), na chácara em que vive um dos adolescentes, que tem 15 anos e é apontado como o principal autor do homicídio. Ele e a vítima haviam tido um relacionamento e ela começou a dizer que estava grávida, o que o teria irritado.

O adolescente, a namorada dele e outros dois menores foram apreendidos na chácara. Levados à delegacia, confessaram os crimes. Um deles foi com a polícia até a árvore em que a vítima foi amarrada.

A adolescente morta seria de Alta Floresta e estava havia poucos dias em Lucas do Rio Verde. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Rafael Scatolon, a polícia aguarda o resultado de outros exames e já entrou em contato com a Polícia Civil de Alta Floresta para ajudar na identificação da vítima.

O crime
Conforme os depoimentos, o adolescente de 15 anos e a vítima tiveram um breve relacionamento. Depois, ela teria começado a dizer que estava grávida, o que teria irritado o menor e a namorada dele, também adolescente. Os dois então decidiram amarrar a garota numa árvore para torturá-la e agredi-la.

A namorada, segundo a polícia, incentivou outros três menores a participarem do crime. Após as agressões, com medo de que a vítima procurasse a polícia, o adolescente que teve o relacionamento com a vítima decidiu matá-la.

A garota foi assassinada com mais de 40 facadas e teve a cabeça degolada. O corpo foi  jogado no rio Verde, onde foi encontrado na manhã de terça-feira (25). As três facas usadas no crime foram jogadas no mesmo rio, mas ainda não foram localizadas.

Ato infracional
Os menores apreendidos foram autuados em flagrante por ato infracional de homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A polícia deverá sugerir à Promotoria da Infância e Juventude a internação dos seis adolescentes suspeitos.

 

 

 

G1/MT