27/11/2015 - Dilmar não deseja presidir a CPI das Cartas de Crédito

A CPI das Cartas de Crédito, proposta para investigar pagamentos a 47 membros do Ministério Público, corre o risco de acabar em pizza. O deputado indicado para presidir a Comissão, José Domingos Fraga (PSD), desistiu do cargo e o possível sucessor Dilmar Dal'Bosco (DEM), em entrevista ao GD, deixou escapar que não tem o menor interesse em coordenar os trabalhos da CPI.

O democrata alegou que já atua em outras duas CPIs, a da Copa e das OSS e assumir uma terceira seria complicado. "Irei conversar sobre o assunto, mas o nome do Zé surgiu porque ele não está em nenhuma Comissão e foi uma escolha até mesmo da Mesa Diretora".

Outro deputado que, segundo comentários de bastidores, estaria prestes a desistir de integrar a CPI do MP é o pedetista Dr. Leonardo, indicado para o cargo de relator. Em declarações recentes, o parlamentar disse que não "abriria mão" da função.

Mas uma situação que deve levar à mudança na formação da CPI é o desrespeito à proporcionalidade das bancadas na escolha dos membros. O bloco da minoria indicou três nomes mas o limite seria dois.

Da ala foram sugeridos os deputados Leonardo Albuquerque (PDT), relator, e José Carlos do Pátio (SD), membro, e os suplentes José Domingos Fraga (PSD) e Pedro Satélite, ambos do PSD.

Fraga teve o nome indicado para presidir a CPI pelo blocão, porém o deputado alega que não teria sido nem consultado sobre o interesse em assumir a função.

Além de Dilmar, o blocão é composto por Sebastião Rezende (PR), Eduardo Botelho (PSB), Mauro Savi (PR), Oscar Bezerra (PSB) e Wilson Santos (PSDB).

Na próxima terça-feira (01/12), os deputados planejam se reunir em colegiado, definir e anunciar em sessão plenária os nomes e os cargos de todos os membros titulares e suplentes.
 

CPI do MP

A polêmica envolvendo pagamento de cartas de créditos a 47 promotores e procuradores do MP, no valor acima de R$ 10 milhões, foi provocada pelo ex-secretário de Fazenda Eder Moraes, após depoimento à CPI das Obras da Copa.

Dos 24 deputados estaduais, somente Zeca Viana (PDT) não assinou o requerimento para criação da CPI do Ministério Público.

 

 

Fernanda Leite, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário