27/11/2015 - Prefeita do Araguaia perde o cargo por fraudar concurso público em benefício de parentes

27/11/2015 - Prefeita do Araguaia perde o cargo por fraudar concurso público em benefício de parentes

A atual prefeita de General Carneiro, Magali Amorim Vilela de Moraes (PSD), foi condenada à perda do cargo. Além disso, seus direitos políticos foram suspensos por três anos e terá que pagar multa civil de duas vezes o valor dos danos ocasionados aos cofres públicos. A gestora também está proibida de contratar com o Poder Público, direta ou indiretamente, por três anos. Magali foi condenada por fraudar concurso público em benefício de alguns parentes, que, por sinal, foram aprovados com notas elevadas. A cidade está situada a 359 km de Cuiabá.

A sentença proferida pelo juiz da 2ª Vara Cível de Barra do Garças, Júlio César Molina Monteiro ação, ainda cabe recurso. A ação foi movida pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Conforme os autos, tudo ocorreu em 2010. Na época, a empresa contratada para a realização do concurso público na cidade permitiu que parentes da comissão organizadora e da atual prefeita, que também estava à frente do município na ocasião, se inscrevessem. Todos os parentes dos envolvidos foram aprovados com notas elevadas, mas acabaram não tomando posse após o início das investigações.

“Foram encontradas diversas irregularidades no concurso sanáveis e insanáveis, referente a falta de provas e cartões de resposta para todos os candidatos; provas e formulários de respostas não originais; falta de zelo em lacrar as provas e cartões em um só momento; realização de prova por candidato sem que estivesse com o nome na lista dos concorrentes constante na porta da sala de provas; conversa durante a realização dos testes e permissão para realização com celular ligado”, diz a ação do MPE.

Nos autos, também figuram como réus outras três pessoas e a empresa ACPI (Assessoria, Consultoria, Planejamento & Informática Ltda). Destes, apenas Noele Amorim Vilela e Carlos Augusto Costa Talon foram absolvidos.

 

 

Olhar Direto
Túlio Paniago

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário