27/12/2014 - Marinha e Prefeitura tentam remover objeto gigante que apareceu em praia

Falhou a primeira tentativa para retirar o objeto ainda não identificado que foi localizado na última quarta-feira (24), em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Uma grande operação foi montada na tarde desta sexta-feira (26), com a presença de técnicos da Prefeitura e também da Marinha. A retroescavadeira utilizada não suportou o peso do objeto, que está com água na parte interna, dificultando o trabalho de remoção. Com mais de dois metros de altura e aproximadamente 5 toneladas, a peça, em formato de cone, despertou a curiosidade das pessoas que caminhavam pela areia da praia na véspera do Natal.

O guarda-vidas Maurício Soares foi um dos primeiros a avistar o objeto. "Vi logo que cheguei para trabalhar. Segundo as pessoas, ele apareceu  na parte da manhã. Isolei a área para ninguém se machucar. Não tinha nenhuma identificação. Era de ferro e estava bem enferrujada. Tinha uma corta e uma circunferência de aproximadamente três metros. Estava com uma cracas (crustáceos marinhos), com ostras e sedimentos", diz.

Por volta das 16h desta sexta-feira, funcionários da prefeitura amarraram uma espécie de cabo de aço no objeto e tentaram retirá-lo da faixa de areia com uma retroescavadeira. Por conta do peso, o maquinário utilizado não foi suficiente. O G1 conversou com técnicos que estão no local e eles disseram que vão aguardar a chegada de um equipamento com maior potência para, enfim, supender o material e tirá-lo do local. A prefeitura confirmou que será preciso um caminhão especial e a remoção deve ser feita até a próxima segunda-feira. A preocupação é que alguém se machuque, já que o objeto está enferrujado e pode causar acidentes.

O estranho objeto chamou a atenção de várias pessoas que passavam pela praia. A funcionária pública Luciane Knapick, de 34 anos, tirou fotos da peça e observou atentamente as características do objeto. "Provavelmente veio com as fortes chuvas na região, que deixaram o mar revolto. Aparentemente, está cheio de água, vaza por um furo no casco, com bastante fluidez e pressão. Na hora ficou aquele debate se era um contrapeso de plataforma marítima, mas vi na internet que pode ser uma boia", observa.

Local onde a peça foi encontrada foi isolada pelo guarda-vidas (Foto: Luciane Knapick/VC no G1)

 

Escrito por Andressa Amorim Do G1 Santos

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário