28/01/2011 - 09h:37 Estado quer quitar R$ 1 bilhão em precatórios até 2013

O governo de Mato Grosso quer "zerar" um passivo em precatórios (dívidas da Fazenda Pública em condenações judiciais) de aproxidamente R$ 1 bilhão nos próximos três anos, informou o ex-procurador geral do Estado, João Virgílio Sobrinho, hoje atuando na defesa e acompanhamentos processuais em Brasília.
"É meta do governador Silval Barbosa pagar esses precatórios, assim como fizemos nas dívidas trabalhistas, e dar continuidade ao pagamento de dívidas judiciais, que antes causavam muitos transtornos para o Estado, assim como foi feito na gestão Blairo Maggi", assinala Virgílio.
O ex-procurador geral ressalta que essa dívida em precatório pode estar hoje em patamares de R$ 400 milhões, porque o "Estado já vem fazendo muitas quitações que ainda não foram compensadas".
No próximo mês, ressalta o procurador, o conselho de precatórios deverá ser criado para agilizar o pagamento e os acordos com os credores. O conselho será compostos por três juízes - um da Justiça do Trabalho, outro da Justiça Federal e um terceiro da Justiça Estadual.
João Virgílio lembra que a decisão do governo estadual em adotar a política de regularização de precatórios foi crucial para "encerrar um longo histórico de calote" em âmbito estadual.
"Muitas empresas grande deixaram de atuar em Mato Grosso por causa dos calotes. Hoje podemos ver uma Norberto Odrebetch, a Andrade Gutierrez e uma Mendes Junior trabalhando novamente no Estado. Isso é muito bom, é muito positivo para a imagem de Mato Grosso", enfatiza.

Foto: Guilherme Filho

De Brasília - Marcos Coutinho