28/03/2013 - Silval recebe lideranças do Parque do Xingu e articula pacto pela MT-322

 

Um grande pacto em prol da logística de escoamento da produção mato-grossense está sendo articulado entre o Governo do Estado, Comunidades Indígenas e lideranças políticas do Norte Araguaia. Na manha de quarta-feira, 27.03, o governador Silval Barbosa se reuniu com o deputado Estadual Baiano Filho (PMDB), o cacique Kaiapó Raoni Metuktire e o vereador Matudjo Metuktire de São José do Xingu na busca de entendimento para a pavimentação do trecho de 80km da MT-322/BR-080 que atravessa o Parque Indígena do Xingu.
 
Silval demonstrou aos líderes o papel estratégico da rodovia na retirada da produção do Norte Araguaia, por onde passa diariamente toneladas em soja, milho, arroz e carne, produção essa que pode ser potencializada quando agregada à capacidade produtiva do grande Nortão.
 
Segundo Baiano Filho, principal entusiasta do projeto de pavimentação, o reencontro do governador Silval com as lideranças indígenas do Xingu demonstra a humildade das partes no estabelecimento de um dialogo franco quanto a necessidade do asfalto passando pela reserva, e por outro lado, o atendimento das necessidades indígenas em setores como saúde e educação. A preocupação com a preservação ambiental também foi uma das tônicas da conversa.
 
“Sabiamente o governador Silval tomou a decisão de interligar o Norte ao Araguaia, os projetos estão prontos, os recursos estão alocados restando apenas a permissão das comunidades indígenas para a continuidade das obras, sem duvida alguma que o norte interligado estrategicamente ao Araguaia fortalecerá a participação de Mato Grosso na exportação nacional de grãos, além de garantir competitividade logística a produção e escoamento”, comemorou o deputado Baiano.
 
A pavimentação da MT-322/BR-080 abrange uma extensão de 470 km, ligando Confresa a Matupá. Estrategicamente, o eixo permitirá a interligação da BR-163 no norte com a promissora BR-158 no Araguaia. Neste formato, as opções de escoamento e exportação se multiplicam, tornando a produção mato-grossense competitiva com escoamento rápido e a baixo custo, com acessos facilitados aos portos de Santarém e Miritituba no Pára pela BR-163, e no eixo da BR-158 com opções por São Luis do Maranhão e Marabá/PA.
 
Para fechar as discussões, Silval Barbosa definiu que fará uma grande reunião no dia 12 de abril, às 9h30, na Aldeia Piaraçu, no Parque do Xingu. No encontro, Silval, Baiano e demais lideres fecharam a pauta em torno da rodovia e receberão as demandas dos povos indígenas, que sofrem com a falta de infraestrutura em setores básicos, como saúde e educação.
 
Também participaram da audiência no Palácio Paiaguás, os caciques Puiu, Jabuti, Yassenak Juruna, Tani Kayabi, Maria Santana (diretora do Departamento de Assuntos Indigenas), entre outros.
 


Naiara Martins
Assessora de Comunicação

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário