28/06/2013 - O Repórter do Araguaia agradece aos leitores, internautas e Patrocinadores

O Repórter de o Araguaia estar declarando o seu contentamento aos patrocinadores que estão conosco desde criação da primeira edição, seguidores, internautas e a sociedade.

O Repórter do Araguaia só tem a agradecer por todo carinho que está sendo transmitido diariamente, seja nas palavras explícitas, nos acessos que cada vez mais cresce ou até mesmo em um simples sorriso que recebemos significa vitórias e conquistas para nosso jornal e site.


Tenho recebido alguns e-mails criticando outros elogiando, como dizem as palavras nem Jesus Cristo conseguiu agradar toda a humanidade, trabalhamos em cima das informações dadas pelos entrevistados.


Impossível ninguém às vezes cometer algum erro, pois às vezes pelo acumulo de serviço acaba digitando uma palavra errada que isso é normal, até uma das maiores emissora de televisão erra e pedem desculpa no ar, quanto mais um jornal de uma cidade pequena e com uma política forte.


Quanto aos comentários das matérias, alguns dos típicos brasileiros, aqueles que não sabem usar sua liberdade, e começam a fazer comentários impróprios pelos mais variados motivos. Pelo provedor nos fornecer apenas esse modelo de formulário, já entramos em contato com o mesmo para mudarmos as formas dos comentários.

Cheguei até a me manifestar sobre alguns comentários sobre minha pessoa , mas depois resolvi não responder esse tipo de comentários apenas deletar quando comentários dessa natureza forem postados no site, e outras não deletar apenas serão editados sem, é claro, mudar a opinião apresentada pela pessoa. Não vou ficar contando o que aconteceu aqui, até porque não é importante.

O fato é que todos os outros números dessa coluna são opinativos. Este não será. Considere este um texto informativo, que mostra os fatos dos bastidores da administração do site O Repórter do Araguaia de jornalismo parcial reflexivo do mundo. E neste caso, se você discorda da nossa atitude, sinto muito, mas é assim que as coisas vão funcionar e tenho certeza que, se você estivesse no meu lugar, agiria da mesma forma. É bem simples e óbvio.

O Repórter do Araguaia não é um país e, conseqüentemente, não é uma democracia. É um site privado, com interesses privados, feitos por pessoas físicas, que têm vidas, sentimentos e opiniões. Não é um monstro, um inimigo ou algo a ser combatido, como algumas pessoas parecem pensar. Aqui, todo mundo tem direito a opinar, mas com moderação. Ou você deixa todo mundo entrar na sua casa e fazer o que quiser?

Para começar não quero correr o risco de certos comentários maldosos que podem acabar prejudicando algumas pessoas inocentes. Por causa disso, se qualquer coisa que alguém falar por aqui tiver a menor possibilidade de gerar processo para nós, vai ser deletado. Além disso, se alguém ficar saindo do tópico em discussão, ficar criticando o autor, o site ou mesmo as regras e a nossa forma de funcionamento, não tem motivo para publicar, certo?

O espaço para comentários é para debater e comentar sobre o assunto do texto. Críticas ao autor, à forma de redação do cara ou ao site devem ser feitas por e-mail e nesse caso serão bem melhor recebidas e analisadas de forma mais tranqüila. Pense que seu chefe vai dar uma bronca em você por alguma atitude sua. Você prefere que ele faça isso em público, na frente de todo mundo, ou que lhe chame para a sala dele para conversar? Dadas as devidas proporções, é assim que deve ser entre público/jornalista também. Principalmente se os jornalistas em questão forem tão abertos ao contato com o público como os do O Repórter do Araguaia.

Outra coisa: O Repórter do Araguaia não é um espaço público onde você pode falar à besteira que quiser e xingar quem quiser. Isso também já foi explicado no site. Aqui é nossa casa, você é nosso convidado e deve se comportar como tal. Assim como você não vai à casa de alguém e desrespeita o anfitrião, também não pode fazê-lo aqui. Simples assim.

De qualquer forma, esses poucos que não sabem usar sua liberdade afetaram o site de alguma forma. Se continuar os comentários da forma que está, iremos fazer umas mudanças para que os comentários só apareçam depois de aprovados, o que já facilitaria muito meu trabalho.

Na esfera do ensino tudo começa com experiência na prática, ou melhor, incorporar o espírito do vencer e nunca desistir dos seus sonhos quando estiver em momentos difíceis levanta, sacode a poeira e dá uma apoteótica volta por cima, fazendo apologia ao grande compositor Paulo Vanzolini.

Existem pessoas que aparentemente gostam do site e, por causa de um comentário apagado, do nada se declaram inimigos de toda a equipe e dizem que nunca mais vão acessar. E aposto que reclamam para todos seus amigos de ideologias afins. Sinceramente, isso é algo além da minha compreensão. Se você gosta do conteúdo, que diferença faz se um comentário foi apagado ou não? Isso não é um fórum ou um chat, é um site de conteúdo.

Você entra para ler, e opinar é assim que deveria encarar. Esse tipo de atitude passional é tipicamente brasileira. Não tem lógica nenhuma, mas o cara vê o caso de um comentário apagado como uma declaração de guerra da nossa parte ou algo do tipo. Ninguém de O Repórter do Araguaia é inimigo do público, muito

O que me inspirou a escrever este texto foi comentários que envolve nomes de pessoas sem razão nenhuma e sem a pessoa ter nada haver com a matéria a ser comentada.

 Contudo, devo dizer que fiquei bem orgulhosa dos internautas, que souberam comentar e apresentar suas opiniões como pessoas civilizadas. Espero não ter que fazer a mudança e que não preciso mais deletar nenhum comentário isso me deixará bem feliz pelo O Repórter do Araguaia ter um público fiel tão civilizado e inteligente.

O pior é que não dá para negar que, dadas as circunstâncias, O Repórter do Araguaia é talvez o site que tem maior contato com o público do Araguaia e que dá maior liberdade para vocês. A minha opinião sobre isso é que eu não gostaria de impedir que as pessoas façam comentários livres. Acredito que isso é positivo para todas as partes. O público ganha um espaço para se manifestar e opinar sem depender de e-mail e é bom para nós, jornalistas, ter esse tipo de resposta imediata dos internautas, mesmo que muitas vezes isso seja feito de forma tosca e ignorante.

O Repórter do Araguaia agradece a população de São Félix e região, que colaboram com dicas e fontes, para que possamos fazer cada vez o Repórter do Araguaia O PORTAL DO POVO!


Um agradecimento especial aos nossos patrocinadores e apoiadores que estão ou estiveram conosco durante estes cinco anos. Hotel Brasil, Scala Papelaria, Academia Ativa, Posto Zema, Geinfo Informática, Faculdade Cathedral, Odontologia Dr. Carlos Fabiano e Dra Ana Amélia, Restaurante do Jean, Sharllon, (Renatinho), Ricavel, Erion Móveis Jamilio, Eco Center, Dra. Quézia Limoeiro, Dr. Marcos Miranda, Oficina do Natan e Eletro-Sat.


São parceiros que mesmo quando o Jornal esteve em dificuldade nunca negaram em continuar a parcerias e um patrocinadores recentes que também acreditam no Jornal esperamos que continuem conosco por muito tempo.


O Portal Araguaia Rural recentemente tornou o mais novo parceiro. Valeu por acreditar em nosso trabalho. Obrigado aos nossos familiares, amigos e conhecidos que nos ajudam a divulgar o jornal e o site, que apostam e confiam em nosso trabalho mais do que ninguém! Mesmo quando o Jornal esteve em dificuldade nunca negaram em continuar a parcerias.


Nosso muito obrigado de coração, para todos nossos leitores, os quais são responsáveis diretos pelo nosso sucesso, o nosso eterno carinho e gratidão por cada comentário, cada sugestão, cada crítica, cada correção ou pelo simples fato de ligar o computador/celular para nos acessar diariamente.


Agradeço também, Ida Aguiar que cuida do visual do portal e da diagramação do “O Repórter do Araguaia”, a própria população de São Félix e região, pois a maioria das reportagens e denúncias, são eles que nos enviam fotos e conteúdo para o textos, os repórteres, nos deixando informados dos acontecimentos em várias cidades do  estado de Mato Grosso, representando O Repórter do Araguaia.


Muitas pessoas me conhecem pelo nome de Vanessa Lima esse nome veio na época que cantava na noite em vários barzinhos como Cuiabá - MT, Barra do Garças - MT, Nova Xavantina - MT, Santo Antonio do Leverger – MT, Goiânia - GO e Piracicaba – SP.


Outros me conhecem por Elza Lima como sou chamada pela família e alguns amigos mais próximo e meu nome de registro Elzimária Lima. Apesar de muitas vezes ser criticada que é normal, faço a maioria das reportagens, com fotos e textos, recebo o carinho dos leitores, internautas e dos amigos que sempre dão suporte para continuar.


Não se pode negar a glória ao eminente Senhor dos exércitos, o rei dos reis e o Senhor dos Senhores, Magnífico Jesus Cristo.
 

A questão do texto ser copiado trechos de outro isso não venha ao caso, pois o que importa é se direcionado algumas pessoas, eu Vanessa Lima tenho mais de 1000 texto que já foram copiados e reformulados, quero apenas passar para certazs pessoas exatamente o que esse texto diz.

 

 

Da redação