28/08/2014 - PM encontra corpo de comerciante jogado em terreno

A Polícia Militar encontrou o corpo do comerciante Bartolomeu Mariano da Silva, de 53 anos, que estava desaparecido desde o fim de semana passado.

Silva foi assassinado com dois tiros na cabeça e o cadáver estava num terreno próximo ao Centro Oficial de Treinamento do Pari, no bairro Jardim Guanabara, em Várzea Grande.

O corpo foi localizado pelo helicóptero da PM, cuja equipe fazia buscas na região, na tarde de terça-feira (26), de veículos roubados.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) não descartam a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que a Ecosport da vítima foi localizada no dia anterior.

Conforme os policiais, o veículo foi encontrado na segunda-feira (25) à tarde, no bairro Jardim Jatobá, próximo de onde o cadáver foi deixado.

A Ecosport estava com as chaves no contato, com manchas de sangue no estofamento e o vidro do lado do passageiro destruído.

Testemunhas disseram ter visto um homem negro saindo da picape e caminhando a pé, em direção ao trevo de acesso ao bairro da Guarita, na Rodovia Mário Andreazza.

No veículo, policiais militares apreenderam uma mochila com diversos documentos, incluindo passaporte e um alvará de soltura, que não era do comerciante.

Segundo informações, o comerciante morava há 30 anos em Cuiabá e esteve, no domingo (24), na cidade de Serra Talhada (PE), onde participou da cerimônia de formatura de um irmão, na Faculdade de Integração do Sertão (FIS), conforme o site Farol de Notícias, de Recife.

“Ainda conversei com meu irmão na segunda-feira, por telefone, e depois recebi a notícia do seu assassinato”, lamentou José Neto, em entrevista ao site. O irmão havia concluído o curso de Direito.

O corpo do comerciante deve chegar ao Recife nesta quarta-feira (27). Entretanto, os familiares ainda não têm uma definição quanto ao horário do sepultamento.

As investigações iniciais, chefiadas pelo delegado André Renato Gonçalves, já começaram.

A hipótese do latrocínio foi ventilado pelo fato de o carro do comerciante ter sido levado pelos criminosos. A Ecosport, no entanto, foi localizada próximo ao corpo.

Os policiais, ao fazerem a checagem da vítima junto ao Tribunal de Justiça, descobriram que Bartolomeu movia uma ação cível de venda de títulos da dívida agrária que havia recebido.

 

Midia News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário