28/11/2013 - Riva destaca debate sobre reprogramação do desenvolvimento

Sociedade é convidada a discutir o futuro do estado no seminário que a AL realiza na segunda-feira

 

 “Hoje não temos mais o direito de errar. Sabemos o estado que temos e precisamos planejar e projetar Mato Grosso para daqui a dez, vinte, trinta anos, sob pena de continuarmos nesta situação que hoje penaliza toda a população”.

 

Com este argumento, o deputado José Riva (PSD) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para convocar a classe política, os segmentos produtivos e a sociedade organizada a participar do Seminário “Cenários Estratégicos de Mato Grosso", que acontece na próxima segunda-feira (02) na Capital.

 

Riva lembrou que o seminário vem sendo preparado há muito tempo e agora o parlamento estadual abre este debate sobre a questão da logística de produção e transportes, da falta de infra-estrutura que é um fator impeditivo para o desenvolvimento pleno do estado de Mato Grosso. “Estes fatores estão travando o crescimento do estado, afetando setores essenciais que poderiam contribuir muito mais”.

 

Para o deputado, o estado poderá aumentar muito a área de produção se tiver uma logística adequada. As dificuldades atuais, o alto custo de produção, a situação precária das rodovias e a falta de hidrovias e ferrovias são questões que precisam ser debatidas francamente com a sociedade, afirmou. “Além de analisar todos estes cenários, vamos identificar as perspectivas futuras”.

 

A questão das ferrovias ganha destaque neste contexto. Autor do projeto da ferrovia ligando Mato Grosso ao Pará, Riva está convencido de que a alternativa mais viável para o escoamento da produção do Centro-Oeste é pelo norte do país.

 

“A limitação dos portos de Santarém e Madeira e a amplitude dos portos de Barcarena e Espadarte, que tem capacidade para suportar a carga de produção que nós temos, é a saída para reduzir custos e desafogar as rotas rodoviárias que vão para o Sul do país, retirando milhares de caminhões de nossas estradas. Além disso, vamos abrir uma nova frente de desenvolvimento para a região do Araguaia que está a cada dia ampliando sua área plantada”, ressaltou.

 

Planejamento

O parlamentar lembrou que o planejamento das ações é responsabilidade de todos, da classe politica e dos setores organizados da sociedade. “No Brasil, os governos trabalham no imediatismo, no atendimento das demandas da forma e no tempo em que surgem, e isso pode mudar a partir deste amplo debate que estamos propondo com a comunidade”.

 

Riva destaca que não se trata apenas da questão econômica, mas do atendimento das necessidades da população em termos de saúde, educação, transportes, empregos e qualidade de vida. “Temos que repensar Mato Grosso, discutindo, analisando e apresentando alternativas viáveis para a reprogramação estratégica do desenvolvimento de Mato Grosso", afirmou.

 

 Convidados

Entre os palestrantes convidados estão o diplomata João Carlos Parkinson de Castro, coordenador-geral de Assuntos Econômicos para a América do Sul do ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), o Conselheiro Comercial da Embaixada da China no Brasil, Wang Qingyuan e o técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), Carlos Wagner de Albuquerque Oliveira.

 

Os debates serão mediados pela jornalista e apresentadora Mônica Waldvogel. As palestras terão início às 13h30 desta segunda-feira (2/12) e as inscrições podem ser feitas pelo site www.cenariosmt.com.br.

 

 EDUARDO RICCI-Assessoria de Gabinete

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário