28/12/2012 - Filha de 7 anos assiste o pai matar a mãe com 25 facadas em Mato Grosso

Está foragido o vaqueiro Claudio Benitez, 34 anos, que matou a ex-esposa Nazaré de Souza Silva, 30 anos, com vinte e cinco facadas na frente da filha de 7 anos de idade, quarta-feira (26). O crime aconteceu em Barra do Garças, no leste do estado. O vaqueiro estava separado há dois meses da ex-esposa e tentava a reconciliação a todo custo. 

Na quarta-feira (26) ele voltou a procurar a ex, que até mudou de casa para evitar mais confusões. Após uma discussão, Cláudio pegou uma faca e começou a esfaquear Nazaré. A filha que estava almoçando na hora viu a cena e chegou a pedir para que o pai parasse, porém o vaqueiro não obedeceu e continuou golpeando a ex. 

Após o crime, Claudio saiu a pé e passou enfrente a companhia da Polícia Militar (PM) no bairro São José e foi até a casa dele onde moram mais dois filhos do casal: de 15 e 16 anos. Um dos adolescentes chegou a perguntar o porquê que ele estava sujo de sangue e o vaqueiro disse que foi a Nazaré que tinha o agredido com uma faca. Nesse intervalo, o vaqueiro banhou, pegou algumas roupas e fugiu.  

Os filhos acharam estranha a história contada pelo pai e fora até a casa da mãe onde a encontraram já agonizando. Nazaré chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os filhos informaram que depois da separação, o pai estava sempre fazendo ameaças de matar a mãe deles. “Eu não o considero mais como meu pai, depois do que ele fez com ela. Eu quero que ele fique preso por isso”, desabafou o filho de 16 anos. 

Esse é o terceiro crime passional em Barra do Garças em menos de 10 dias. No dia 17/12, o lavrador Benvindo Rodrigues Lopes, 41 anos, assassinou com três tiros a ex-companheira, a dona-de-casa Aparecida Felicíssia de Oliveira, 49 anos, e depois se matou com um tiro no ouvido. 

No dia 20/12, o pedreiro Josival Gomes da Silva, 35 anos, degolou a esposa Klelilia Mendes de Souza, 35 anos, na frente de uma menina de 8 anos filho da vítima de outro relacionamento.

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário