29/01/2014 - Maurição dispara que nome de Cidinho ao governo é desonesto

O pré- candidato ao governo do Estado pelo PR, ex-prefeito de Água Boa (a 730 km de Cuiabá) Maurição Tonhá garante que na resolução do diretório está definido que só dois são pré-candidatos nas eleições deste ano, o deputado federal Wellington Fagundes ao Senado e ele ao governo do Estado. “O resto é conversa fiada de quem é desonesto e não respeita a decisão do partido”, dispara.

 

O ex-prefeito disse ainda que não acha salutar uma “disputa” entre ele e o suplente de senador Cidinho Santos, sem passar essa intenção aos partido. “Não acho natural, tem que ir ao partido essa discussão”, sustenta em entrevista aoRDNews. Tendendo para o lado de Maurição, o deputado estadual Emanuel Pinheiro, por sua vez, afirma que não existe candidatura do suplente de senador. “Quem está autorizado pelo partido é o Maurição Tonhá”, defende.

 

O pivô da discussão, Cidinho, ameniza o fato e rechaça pré-candidatura ao Paiaguás. O republicano afirma que seu nome nunca foi discutido dentro da agremiação e que só foi especulado por algumas lideranças, prefeitos e produtores rurais. O suplente sustenta ainda que o nome do partido ao Palácio Paiaguás é do ex-prefeito de Água Boa. “Se ele (Maurição) for candidato vou apoiá-lo”, enfatiza.

 

Maurição e Cidinho, porém, não participaram da reunião, desta terça (28), com os líderes senador Blairo Maggi, Emanuel Pinheiro, além do presidente regional da sigla Wellington Fagundes. Este, confirmou que Cidinho é cotado internamente para disputar o governo. Assim, deve disputar a vaga de “indicado” da legenda com Maurição – que se colocou à disposição da legenda desde o ano passado.

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário