29/01/2015 - Botelho diz que chapa Maluf-Nininho tem apoio de 16 deputados

O deputado estadual diplomado Eduardo Botelho (PSB) afirmou que 16 parlamentares já apoiam a chapa formada por Guilherme Maluf (PSDB) e Ondanir Bortolini, o Nininho (PR), para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

Segundo o parlamentar, Maluf e Nininho, candidatos à presidente e primeiro-secretário, respectivamente, contam com o apoio irrestrito do governador Pedro Taques (PDT).

“Tivemos diversas reuniões ontem e em uma, no período da noite, ficou definido Maluf e Nininho na chapa. Durante o dia de hoje, buscamos recolher assinaturas e temos o apoio de 16 parlamentares”, afirmou.

Segundo Botelho, dos 24 deputados, estão com Maluf e Nininho, além dele: Saturnino Masson (PSDB), Leonardo Albuquerque 

(PDT), Wagner Ramos (PR), Sebastião Rezende (PR), Wancley Carvalho (PV), JoséDomingos (PSD), Wilson Santos (PSDB), Silvano Amaral (PMDB), Baiano Filho (PMDB), Pedro Satélite (PSD), Max Russi (PSB) e Dilmar Dal Bosco (DEM), Oscar Bezerra (PSB).

O deputado disse que o Governo do Estado, que tem o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, como porta voz na eleição da Mesa, avalizou a chapa e ainda trabalha para trazer mais três votos para o grupo. 

Durante esta quarta-feira (28), os deputados aliados tentaram convencer Zeca Viana (PDT) a voltar para o grupo de Taques. 

O parlamentar, que sempre foi aliado do governador, teria rompido as relações e trabalha na composição de uma chapa com Mauro Savi (PR), Emanuel (PR) e Romoaldo Junior (PMDB).

“Tem uma conversa de que o Emanuel Pinheiro está construindo uma chapa com o Zeca Viana, Mauro Savi e com ajuda do José Riva. Para mim, ele negou, mas já tem essa conversa. É um direito dele insistir na chapa”, disse.

Botelho disse que não traiu Emanuel ao desistir de concorrer à primeira-secretaria na chapa do republicano.

“Abri mão para haver consenso, para que haja essa união do grupo eleito junto com Pedro Taques. Então, ele não foi traído, ninguém o traiu. Ele quer insistir em uma candidatura, mas o próprio PR já decidiu que quer ficar aqui”, afirmou.

A eleição para a Mesa Diretora, biênio 2015-2016, ocorre no próximo domingo (1º), após sessão com a posse dos 24 deputados. O duodécimo destinado ao Legislativo, em 2015, é de R$ 424 milhões.

 

 

Douglas Trielli 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário