29/02/2016 - Principais avenidas de Cuiabá ficarão intransitáveis se obra do VLT for feita com pressa, diz secretário

29/02/2016 - Principais avenidas de Cuiabá ficarão intransitáveis se obra do VLT for feita com pressa, diz secretário

Caso o governador Pedro Taques (PSDB) decida fazer com pressa a conclusão do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e queira terminar o novo modal em dois anos, os cuiabanos devem se preparar para voltar a conviver com os desvios por toda a cidade. Isso porque as principais avenidas – Fernando Corrêa, CPA (Historiador Rubens de Mendonça) e Prainha (Tenente Coronel Duarte) – ficarão bloqueadas praticamente o tempo inteiro para a execução do projeto.
 
“Essa é uma das coisas que nós temos que discutir com a sociedade. Da pra fazer em dois anos? É possível. Qual é o preço disto? Toda a Fernando Corrêa, avenida do CPA e Prainha vão estar praticamente o tempo inteiro bloqueadas para as obras ao mesmo tempo”, comentou o titular do Gabinete de Assuntos Estratégicos (GAE), Gustavo Oliveira, em entrevista à Centro América FM.
 
Gustavo ainda ressalta que o novo modal não pode ser encurtado e pensa ainda que, depois de um tempo, deve ser expandido: “Não dá pra fazer um projeto menor e também não dá pra parar ele na metade. Depois que o projeto estiver concluído, há que se pensar em uma expansão, em uma linha 3 ou 4. Isso é uma escolha da cidade. Quem usa o transporte coletivo em Cuiabá sabe que os maiores carregamentos são do CPA para o Centro e Fernando Corrêa para o Centro”.
 
Por enquanto, o Governo do Estado aguarda a finalização da consultoria que está sendo realizada pela empresa KPMG. O documento deverá ser entregue até o fim desta semana (4), para análise do Poder Executivo. Depois, o relatório será disponibilizado para a imprensa. O projeto segue judicializado e ainda não há previsão de quando as obras do VLT serão retomadas. Já foram pagos mais de R$ 1 bilhão e, pelo menos, mais R$ 600 milhões serão necessários até o fim. 

 

 

 

Da Redação - Wesley Santiago

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário