29/05/2012 Beto Farias é autorizado a lançar candidatura em Barra do Garças

Ministro do TSE julgou procedente o pedido de agravo de instrumento com efeito suspensivo da decisão do TRE que impedia sua candidatura

 

O empresário Beto Farias (PSD) está autorizado a lançar candidatura a prefeito de Barra do Garças nas eleições municipais deste ano. Nesta segunda-feira (28.05), o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilson Dipp, julgou procedente o pedido de agravo de instrumento com efeito suspensivo da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que o impedia de disputar o pleito eleitoral.

Com a decisão do mais alto órgão do judiciário eleitoral, o peessedista confirmou pré-candidatura a prefeito de Barra do Garças e afirmou que intensificará os trabalhos de composição de alianças juntamente com o diretório municipal.

“Recebo esta notícia com alívio, pois me sentia impedido de disputar as eleições para a vontade da população ser avaliada. Mas, a justiça foi feita e a democracia venceu, pois os eleitores terão mais uma opção de escolha na cidade. Estou bem cotado nas pesquisas e agora é trabalhar para que Barra do Garças retorne ao processo de desenvolvimento. Tínhamos quatro deputados estaduais anteriormente e hoje não temos nenhum”, afirmou.

Sobre o outro pré-candidato do partido, o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Alencar Soares, o empresário lembrou que já havia um entendimento para aguardar a decisão judicial, que foi favorável e autorizou a sua candidatura.

“O ex-conselheiro ingressou no partido, mas sempre respeitou que meu nome estava colocado há mais tempo no processo eleitoral. Já era consenso internamente que caso conseguisse reverter esta decisão, seria o postulante do PSD no pleito eleitoral. O próprio Alencar Soares deixou isso muito claro durante o Encontro Regional do partido na cidade, na última sexta-feira (25.05), quando assinou a ficha de filiação. Com certeza, ele [Alencar] será muito importante para a construção da minha candidatura pela sua experiência, companheirismo e comprometimento”, considerou.

DECISÃO JUDICIAL

Beto Faria havia sido punido por abuso de poder econômico, ficando inelegível durante três anos em função de conceder entrevista para uma emissora de televisão da cidade em 2010, quando concorreu a deputado federal.

“Houve um atentado no meu comitê, inclusive com ameaças de morte e concedi esta entrevista. O caso, na época, repercutiu em todo o Estado. Porém, fui condenado e entrei com recurso em Brasília, que inda não foi analisado devido ao volume de processos a ser julgados. Com isso, ingressei com um agravo porque me sentia injustiçado de não poder ser candidato e o ministro Gilson Dipp concedeu o agravo com efeito suspensivo da decisão do TRE. Agora, estou apto a concorrer nas eleições”, explicou Beto Faria.

 

Assessoria

Comentários

Data: 29/05/2012

De: tiririca

Assunto: coronelismo

barra do garças ainda continua no coronelismo> passam-se anos e anos e a mesma familia continua no poder. wanderley farias ou wilmar peres, mas como esse não está masi entre nós agora é a vez do seu filho ou filha rsrsrsr. quando que barra do garças vai realmente se livrar dessa familia de coroneis.

Novo comentário