29/05/2015 - Taques e Mendes garantem recursos para Hospital São Benedito

O governador Pedro Taques e o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, conseguiram do Ministério da Saúde a garantia de repasse de recursos para custear o Hospital São Benedito. O ministro Arthur Chioro assegurou o repasse de 50% do valor mensal necessário para manter o hospital funcionando na capital mato-grossense. O governador já havia firmado um compromisso de repassar R$ 2 milhões mensalmente para o custeio daquela unidade hospitalar.

 

Taques e Mendes estiveram reunidos com o ministro na tarde desta quinta-feira (28), em Brasília, em um encontro que teve ainda a participação dos secretários de Saúde do Estado, Marco Bertúlio, e do município, Ary Souza Júnior. Na reunião ficou definido que o ministro estará em Cuiabá no dia 13 de julho, na data em que o hospital deve entrar em funcionamento. Eles também trataram de políticas públicas em saúde e da situação de outras três unidades hospitalares da capital.


O governador Pedro Taques reforçou o compromisso de trabalhar para melhorar o atendimento de saúde em Cuiabá, em parceria com a prefeitura. "Esta é uma grande conquista que será fundamental para oferecermos ao cidadão atendimento da melhor maneira possível. Estamos trabalhando firmemente para ajudar Cuiabá e, também, os demais municípios que hoje recorrem à capital em busca de atendimento", observou o governador. 

“Demonstramos ao ministro a importância do hospital para os tratamentos de alta complexidade não apenas de Cuiabá mas de todo o Estado de Mato Grosso, e ele se comprometeu com o repasse dos recursos e também fez questão de vir a Cuiabá para a inauguração dos atendimentos”, frisou o prefeito Mauro Mendes.

 

Políticas em saúde

 

As diretrizes para as políticas públicas em saúde de Mato Grosso foram apresentadas ao ministro Arthur Chioro pelo o governador Pedro Taques e pelo secretário de Saúde Marco Bertúlio. Investimentos em atenção básica primária, combate à hanseníase, a situação dos hospitais regionais e os esforços para colocar em funcionamentos novos hospitais na capital foram os principais eixos da discussão.

 

Conforme defendeu Pedro Taques, o Hospital São Benedito, o Pronto Socorro de Cuiabá, o Hospital Universitário Júlio Müller e o Hospital Materno-infantil são fundamentais para que Cuiabá possa ser referência em alta complexidade para todo o estado. O valor para o custeio do Hospital São Benedito será definido após a conclusão de um estudo que informará com precisão o total necessário para a manutenção.

 

A abertura das portas do São Benedito também marcará o início de uma nova campanha de prevenção e combate à hanseníase em Mato Grosso, uma das preocupações apresentadas pelo governador ao ministro da Saúde. Taques afirmou que não é possível um estado ser tão forte e desenvolvido economicamente e ao mesmo tempo não conseguir controlar uma doença milenar.

 

Segundo Bertúlio, a reunião foi a oportunidade de apresentar que ações serão realizadas e de que forma isso será feito, incluindo ainda atenção básica e as especialidade dos hospitais regionais. 

 

 

 

CAROLINE LANHI/SINARA ÁLVARES
Redação/Gcom-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário