29/08/2011 - 10h:20 Em 2011, 70 bancos foram assaltados em Mato Grosso

Desde o início de 2011 já foram registrados, de acordo com a Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), 70 ações criminosas contra estabelecimentos bancários em Mato Grosso. Deste total, foram 11 roubos a agências bancárias no interior do Estado e 59 ataques a caixas eletrônicos no interior e na Grande Cuiabá.

De acordo com o delegado titular do GCCO, Flávio Stringueta, nas duas maiores cidades de Mato Grosso, Cuiabá e Várzea Grande, as quadrilhas estão inovando, ou seja, trocando o uso de maçaricos por explosivos para o arrombamento dos terminais bancários.

Polícia Civil e Exército investigam juntos a origem dos artefatos utilizados nas explosões registradas em Cuiabá e Várzea Grande. Em todo ano passado, 118 ataques a caixas haviam sido registrados nos 141 municípios de Mato Grosso. 

"Nós estamos acompanhando e monitorando, já foram cinco ataques com uso de explosivos como emulsão e em assaltos a banco. 

Até junho, a Polícia Civil havia conseguido rastrear quatro quadrilhas. Em todas, foi detectada participação de policiais militares. Atualmente, 35 estão sob investigação. 

Ultimo caso - Uma quadrilha formada por 15 homens e mulheres explodiram na semana que passou dois caixas eletrônicos e tentaram um terceiro equipamento do Banco Santander localizado no Distrito Industrial, em Cuiabá. 

Segundo as informações da instituição bancária, os criminosos levaram dinheiro de um dos caixas. O valor não foi revelado.

 

Midia News

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.