29/08/2015 - Retrato falado ajuda identificar assaltante que desferiu mais de 10 facadas em médico

29/08/2015 - Retrato falado ajuda identificar assaltante que desferiu mais de 10 facadas em médico

O retrato falado confeccionado pela Polícia Judiciária Civil foi peça chave para o esclarecimento de um roubo qualificado e tentativa de homicídio, praticado com crueldade no município de Cáceres (225 km a Oeste). O criminoso, Valdiney Velasco Bezerra, 19, foi preso na quarta-feira (26.08), em cumprimento de mandado de prisão temporária.

Com o desenho elaborado pelo investigador de polícia, Auri Nascimento Vieira, da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), o autor do crime que chocou a cidade, teve sua identificação descoberta.

O crime ocorreu na noite de 13 de julho deste ano, quando Valdiney com uma faca invadiu a residência de um médico, no centro da cidade para assaltar. Na ocasião, ele rendeu o proprietário da casa e sua esposa, que foram atacados com golpes de faca.

Durante o roubo, o médico foi atingindo por mais de 10 facadas efetuadas por Valdiney, que exigia todo momento dinheiro, joias, e cofre. Cada facada na vítima, ele colocava o dedo dentro das feridas para amedrontar ainda mais o casal. A esposa teve ferimentos leves na região da boca.

Mesmo depois de muito machucado e caído no chão, o médico ainda recebeu vários chutes do bandido, que fugiu em seguida levando uma maquina fotográfica, uma aparelho celular, e uma pequena quantidade de dinheiro.

Conforme o delegado de polícia de Cáceres, Adriano Bernardi Cavalheri, no primeiro momento com o depoimento das vítimas, não era possível ter ideia da fisionomia do suspeito. “Com auxílio da ferramenta elaborada pelo investigador Auri, foi permitido identificar a autoria criminosa”, destacou Adriano Cavalheri.

O preso Valdiney é conhecido por ser uma pessoa violenta e agressiva, além de possuir várias passagens pela polícia por roubo, homicídio e estupro. Ele teve o pedido de prisão temporária (30 dias) decretado pela Justiça.

O suspeito foi preso na quarta-feira (26), após comparecer na Delegacia de Polícia acompanhado de seu advogado para ser ouvido e teve a prisão cumprida.

No interrogado, Valdiney confessou a autoria e disse que havia usado droga e estava passando pelo local, quando avistou a casa e por ser bonita resolveu entrar. Após interrogatório foi levado à Cadeia Pública de Cáceres. 

 

 

Assessoria/PJC-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário