29/08/2016 - Delegado cumpre mais cinco mandados de prisão no caso da viúva que foi presa em velório

29/08/2016 - Delegado cumpre mais cinco mandados de prisão no caso da viúva que foi presa em velório

A delegacia de Canabrava do Norte, juntamente com os policiais de Porto Alegre do Norte, cumpriram mandado de prisão temporária em desfavor de Idelma Pereira da Silva, Gidelma Pereira da Silva, Jonailton Pereira Marinho, Carlito Vieira da Luz e Adair José, vulgo “Bilé”, todos suspeitos de envolvimento do crime que ceifou a vida de Leornardo Pereira Lima.

 

Entenda o caso: segundo o delegado Marcello Maidame a viúva Marinalva Correia de Freitas foi presa na noite de 21 de agosto de 2016, quando participava do velório do marido, após tornar-se a principal suspeita de ter ceifado a vida de Leonardo Pereira Lima, com quem convivia há aproximadamente 04 anos. Marinalva teria confessado que tinha efetuado dois disparos contra a vítima, atingindo a perna e a “nuca”, tendo supostamente agido em legítima defesa. Marinalva afirmava a todo o momento que estava sozinha com o marido na hora dos fatos.

 

Contudo, afirma o delegado que as investigações indicaram que no local onde aconteceu o fato, numa fazenda na zona rural de Canabrava do Norte, estavam presentes Adair José, vulgo “bilé”, genro da viúva e outros familiares.

 

Diante várias contradições e “mentiras” o delegado Maidame representou pela prisão temporária do genro da viúva Aldair José, vulgo “bilé”, que teria confessado ser o autor do homicídio e de mais quatro pessoas que estavam no local. De acordo com o delegado, fundadas razões motivaram os pedidos de prisões e acrescentou que a polícia judiciária com o cumprimento destas, buscará definitivamente a verdade dos fatos, inclusive descobriremos o motivo do porquê a viúva ter assumido a culpa. Todos continuam presos na cadeia pública de Porto Alegre do Norte/MT, disse o delegado.

 

 

 

RD News

Alexandra Lopes

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário