29/09/2014 - Janete promete lutar contra homofobia e promover mais ações na cultura e esporte

A candidata ao Governo Janete Riva (PSD) recebeu apoio de artistas da periferia durante reunião com cerca de 200 jovens na última quinta (25). Na oportunidade, ela defendeu que o pequeno infrator também é uma vítima e, por isso, é necessário investir em lazer, educação e capacitação.

 

"Na área de educação, vamos abrir uma ampla discussão sobre a volta do ensino seriado. É preciso que as escolas sejam atrativas. Falta estímulo para os jovens, e precisamos evitar que eles sigam o caminho do crime”, avalia.

 

Além disso, Janete se comprometeu em lutar contra a homofobia, que leva a altos índices de violência. “Cuiabá tem um dos maiores índices de assassinatos de travestis do país. Precisamos dar um basta na homofobia, que é um assunto tão delicado quanto à violência doméstica e ao abuso sexual infanto-juvenil”, ressalta.

 

A candidata disse ainda, que irá estimular as competições esportivas em todo o Estado e trazer de volta o “Peladão” de futebol na Capital. A construção de arenas culturais em todas as regiões do Estado é outra meta do plano de governo. "A cultura e o esporte são grandes forças transformadoras e motivadoras da juventude", disse.

 

No ato, Janete recebeu manifestações de apoio de agentes culturais que atuam nas periferias de Cuiabá e do interior. “A mulher tem mais sensibilidade nos assuntos relacionados à periferia. A palavra da mulher costuma valer muito mais que a do homem”, afirma o DJ Espinha. Ele lembra ainda que, quando a candidata foi secretária de Cultura fomentou a pasta. "Há 20 anos milito na cultura hip-hop, e a Lei do Grafite, criada pelo José Riva, permitiu que o grafite tivesse uma abertura maior e fosse respeitado como manifestação artística”, completa.

 

Já para o MC Dentinho, que é carioca e há dez anos vive em Cuiabá, o funk sempre foi discriminado como gênero musical. “Só pelo fato de Janete promover essa aproximação com a cultura da periferia e nos ouvir, já me ganhou. Nunca tive apoio de ninguém”, salienta. (Com Assessoria) 

 

 

Gabriele Schimanoski 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário