29/09/2015 - Gaeco libera 19 presos na operação que investiga desvio na Assembleia

29/09/2015 - Gaeco libera 19 presos na operação que investiga desvio na Assembleia

Dos 22 presos na Operação Metástase, na última quarta-feira (23), 19 foram liberados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) após prestarem depoimento. Três tiveram a prisão temporária prorrogada: Hilton Carlos da Costa Campos (empresário sem vínculo com a Assembleia Legislativa), Geraldo Lauro e Maria Helena Ribeiro Caramelo (ambos servidores efetivos lotados no gabinete do deputado Gilmar Fabris).

Segundo a assessoria de imprensa, as oitivas continuam ao longo desta semana, e o Gaeco não descarta novas prisões. Entre os que foram liberados está o motorista da deputada estadual Janaina Riva (PSD), Odnilton Gonçalo Carvalho Campos, que chegou a ser considerado foragido pelo Gaeco. Sua defesa, porém, alegou que ele estava se recuperando de uma cirurgia. Ele se apresentou na sexta-feira (25).

Em entrevista na semana passada, o coordenador do Gaeco, promotor Marco Aurelio de Castro, informou que as pessoas já liberadas estavam colaborando com as investigações, e admitindo a existência de desvio da verba de suprimento. O objetivo é chegar aos líderes do esquema.

“Alguns deles resolveram falar o que o processo mostra. Ou seja, havia corrupção. O que a gente busca saber é quanto ao ápice, ou seja, os líderes. O que posso dizer é que as pessoas que foram liberadas fazem pare da estrutura, mas não eram o destinatário final do dinheiro”, disse o promotor na ocasião.

Foram liberados:

01 - Willlian Cesar de Moraes
02 - Talvany Neiverth
03 - Mario Marcio da Silva Albuquerque
04 - Felipe José Casaril
05 - Agenor Jacomo Clivati Junior
06 - Atail Pereira dos Reis
07 - Maria Hlenka Rudy
08 - Tania Mara Arantes Figueira
09 - Frank Antonio da Silva
10 - Abemael Costa Neto
11 - Servio Tulio Migueis Jacob
12 - Lais Marques de Almeida
13 - Marisol Castro Sodré
14 - Ana Martins de Araujo Pontelli
15 - João Luquesi Alves
16 - José Paulo Fernandes de Oliveira
17 - Leonice Batista de Oliveira
18 - Vinicius Prado Silveira
19 - Odenilton Gonçalo Carvalho Campos

Operação Metástase

As investigações apontam que o grupo teria desviado pelo menos R$ 2 milhões dos cofres do Legislativo estadual entre 2010 e 2014, por meio de fraudes na utilização da verba de suprimentos, que era destinada a gastos emergenciais dos gabinetes dos deputados.

Eles são suspeitos de participar de organização criminosa, peculato e falsidade documental. Os envolvidos teriam feito compras fictícias de marmitas e materiais gráficos, com uso de notas fiscais falsas, para justificar o uso do dinheiro.  

 

Olhar Direto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário