30/03/2016 - Inabilidade política: Dilma esfrega cargos e PMDB reafirma ruptura

30/03/2016 - Inabilidade política: Dilma esfrega cargos e PMDB reafirma ruptura

Sempre inábil nas relações políticas, a presidente Dilma mandou listar os cargos ocupados pelo PMDB em seu governo, e tentou esfregá-los no rosto de ministros indicados pelo partido. Mas coube ao ministro Eduardo Braga (Minas e Energia), que tentava fazer a ponte com o vice Michel Temer, informar a ela que, além de perder o apoio do PMDB, os cargos do partido na Esplanada estarão vagos em duas semanas.

O Planalto levantou que o PMDB ocupa cerca de 600 cargos. Agora, chama parlamentares influentes, um a um, para negociar as cadeiras.

Os ministros afirmaram a Dilma que são contrários ao impeachment, mas devem lealdade ao partido e ao vice-presidente Michel Temer.

Kátia Abreu (Agricultura), que não queria deixar o cargo, sondou filiação no PSD, novamente. Recebeu um “não” como resposta.

 

 

 

Diário do Poder

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário