30/06/2011 – 09h:10 Suiá Missú: Índios não aceitam trasferência

A proposta de remoção dos cerca de 960 índios da etnia Xavante da Reserva Marãiwatsede para o Parque Estadual do Araguaia não é aceita pela Fundação Nacional do Índio (Funai). A Lei nº 9.564, sancionada pelo governador Silval Barbosa (PMDB), autoriza a permuta da área para a aldeia, mas órgãos afirmam ser "impossível" fazer a mudança. A proposta é inconstitucional e iria ferir direitos assegurados pela comunidade indígena.

 

Atualmente, os 165 mil hectares de reserva estão sob jurisdição dos Xavantes e as cerca de 6 mil pessoas vivendo em fazenda recorrem na Justiça pelo direito de permanecer na área.

 

A autorização da permuta é uma proposta de solução para finalizar os conflitos pela propriedade da Reserva Indígena Marãiwatsede, que compreende áreas de 4 municípios: Serra Nova Dourada, Bom Jesus do Araguaia, Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia.

 

Porém, o coordenador da Funai em Ribeirão Cascalheira, Denivaldo Roberto da Rocha, afirma ser inconstitucional o processo de remoção. "Não tem a menor possibilidade, nem a Funai e nem os índios estão levando em conta o que propõe esta lei".

 

Ele afirma que até o momento nenhuma reunião foi marcada com representantes do governo do Estado e mesmo se houver, a comunidade não irá aceitar.

 

A pressão de fazendeiros pela propriedade da área é o que motivou a proposta, na avaliação de Denivaldo. Em 2009, o Tribunal Regional Federal da 1ª região (TRF) decidiu pela posse da reserva aos indígenas e é esta decisão que está assegurando a permanência dos índios, diz. Há laudos antropológicos comprovando a moradia dos Xavantes antes do processo de migração de produtores rurais para a região e isto não pode ser suspenso de "uma hora para outra", alega.

 

Os 960 índios estão localizados ao sul da Reserva Marãiwatsede, em área compreendida de São Félix do Araguaia (1.200 km a Nordeste da Capital). A ocupação representa hoje 10% do território. No início do mês, a Fazenda Velho Oeste, que fica aos fundos da aldeia, foi ocupada e reascendeu a disputa pelas terras. (Amanda Alves/A Gazeta)

Comentários

Data: 22/08/2011

De: FRF

Assunto: RESERVA MARAIWATSEDE

A JUSTIÇA E OS HOMENS ESTAO SE TRANSFORMANDO EM ''ESCRAVOS BRANCOS'' DOS INDIOS, QUE TUDO QUEREM, TUDO PODE, QUE FICAM FAZENDO POSE PRA ONGS ESTRANGEIRAS QUE NO PASSADO EXTERMINARAM OS NATIVOS DELES E AGORA VEM SE METER NOS INTERESSOS NOSSOS AQUI!!! MAS É ISSO AI 500 ANOS DE RETROCESSO!!! JA PENSOU SE A MODA PEGA?? SE ELES COMEÇAREM A REIVINDICAR O NOSSO LITORAL, SALVADOR, RIO DE JANEIRO.... JA PENSOU INDIO FAZENDO DANÇA DA CHUVA NO FAROL DA BARRA OU EM ALGUMA COBERTURA DE LUXO EM COPAGABA???? PENSEM NISSO....

Data: 17/07/2011

De: jefjejef..

Assunto: indignaçao

mais um pedaço de terra pra voceis arrendar eficar de barriga pra sima enquanto os brancos ficam ralando pra encher os seus buchos um dia isso vai ter que acabar se nao nos vamos virar escravos desses indios por que eles nao aprendem a trabalhar e pagar impostos como nos.

Data: 05/07/2011

De: jose antonio

Assunto: suia missu

esta e a falta de civilição,indios tem que ser tratado como cidadão de seu pais,não como bichos en instição,eles queren comandar o pais mais que os covernantes.esses vagabundos não trabalha não produzen nada,não acresenta nada para o pais e ainda e sustendados por nos brancos que pagamos inpostos,agora me disse qual o imposto que indios pagan.

Data: 05/07/2011

De: cinesio oliveira

Assunto: suia missu

a funai esta e com interese particular para com eles os brancos que comanda esta instituição que deveria ser instinta,porque para os indios xavantes eles estão recebendo en troca uma area que ten tudo que eles precisan para a sobrevivencia e preservação de suas origens.duque ficar en uma area desbravada que não ten nada para oferecer a eles indios.se liga funai acorda.

Data: 01/07/2011

De: RONE CARVALHO

Assunto: SUIA MISSU

EU NAO SEI O QUE A FUNAI E OS INDIOS PENSAM, OU ELES SEDEM OU VAI "ESCORRER" MUITO SANGUE POR ESTA REGIAO, JA GANHARAM UM PARQUE QUE SERIA MELHOR E NAO QUEREM, TEM MESMO É QUE SOFRER.

Novo comentário