30/06/2015 - Taques lança programa para reduzir desigualdade social no Estado

O Governo lança o programa Emprega Rede com a finalidade de promover o acesso a direitos, trabalho e renda da população, por meio da articulação, integração e intermediação de políticas públicas, iniciativas privadas e da sociedade civil, para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico, gerando melhores empregos. O programa foi lançado, nesta segunda (29), no Palácio Paiaguás.

 

O governador Pedro Taques (PDT) afirma que cabe ao Executivo dar oportunidade para acabar com a desigualdade que existe em Mato Grosso. Lembra ainda que durante a campanha rumo ao Governo, prometeu não deixar nenhum município para trás. “Programas como este têm objetivo de superar essa desigualdade”.

 

O secretário estadual de Trabalho e Assistência Social (Setas), Valdiney Antônio de Arruda, explica que será oferecido um atendimento personalizado aos cidadãos que buscarem uma vaga no mercado de trabalho. “Todo aquele que estiver à procura de emprego será encaminhado para uma unidade do Sine, a partir dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), de delegacias de polícia e do sistema socioeducativo”.

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, por sua vez, ressalta que o programa não pode ser visto apenas como uma ação social, mas também servirá como uma associação que trará renda e desenvolvimento para o Estado.

Parceria Sistema S

 

Segundo Valdiney, o programa Emprega Rede firmou parceira com o Sistema S, referência em capacitação de mão-de-obra do país. As ações serão desenvolvidas a fim de atender os objetivos previstos pelo programa de recursos públicos entre os envolvidos.

 

As intenções comuns dos signatários deverão possibilitar o atendimento psicossocial às pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social, por meio de escuta, atendimento qualificado e direcionamento ao mercado de trabalho, conforme previsto em plano de trabalho.

Primeira-dama Samira Martins e governador Pedro Taques

 

Tarso Nunes

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário