30/07/2014 - Mato Grosso Criativo inaugura escritório em Barra dos Garças para atendimento aos empreendedores criativos culturais

Principal programa da Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura inicia atendimento em Barra dos Garça em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC/MT)

 

O programa visa à geração de negócios criativos a partir do saber local e o fomento à diversidade cultural e à inclusão social. Presente em 13 estados no Brasil, sendo Mato Grosso o segundo inaugurado, ocorrido em março deste ano. O Mato Grosso Criativo contará com quatro polos de atendimento, além da capital estará presente nas cidades de Alta Floresta, Barra dos Garças, Cáceres e Rondonópolis.

Em 31 de julho será inaugurado o escritório para atendimento da região do Araguaia, localizado no anexo a Câmara Municipal do Município. O atendimento será feito pelo articulador da Incubadora, Leandro Nery, com o suporte do escritório na capital.

A superintendente de Desenvolvimento Cultural da SEC/MT, Maria Antúlia Leventi, conclama a classe artística e cultural a participar do evento, destaca: ‘‘ Todos criativos devem adotar este projeto e sentir, verdadeiramente, será um forte apoio ao desenvolvimento da categoria. “O escritório em Barra será a oportunidade de validarmos, ainda mais, a diversidade cultural de Mato Grosso”.

 O que são as Incubadoras?

 As Incubadoras Brasil Criativo são espaços de oferta de qualificação, disponibilização de infraestrutura e geração de negócios para novos empreendimentos, contribuindo para a sobrevivência e crescimento destes durante os primeiros anos de atividades. Além disso, são espaços de convívio e interação multisetorial entre empreendedores e  agentes culturais, compartilhamento de experiências e fortalecimento de redes e coletivos.

 São parceiros do programa, dentre outras instituições, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Ministério da Educação, Ministério do Turismo, as secretarias estaduais e municipais de Cultura, Sebrae, demais entidades do sistema S e universidades públicas.

Economia Criativa

Segundo a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) economia criativa é um conceito que trata da interface entre criatividade, cultura, economia e tecnologia em um mundo dominado por imagens, sons, textos e símbolos. Pode-se dizer que são processos que envolvam criação, produção, e distribuição de produtos e serviços, usando o conhecimento, a criatividade, e o capital  intelectual como principais recursos produtivos.

De acordo com o MinC, por segmentos criativos entende-se: patrimônio material, patrimônio imaterial, arquivos, museus, artesanato, turismo, cultura popular, cultura indígena, cultura afro-brasileira, cultura alimentar, arte visual, arte digital, teatro, dança,

música, circo, cinema e vídeo, publicações, mídias impressas e virtuais, moda, design e arquitetura.

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário