30/07/2015 - Governador avalia cenário e decide participar de reunião com presidente

O governador Pedro Taques (PDT) ainda não confirmou participação na reunião convocada pela presidente Dilma Rousseff (PT), nesta quinta (30), para debater com os 27 chefes de Executivo a crise enfrentada pelo país. O Palácio do Planalto, que enviou o convite oficial no início da semana, ainda não recebeu confirmação do governo de Mato Grosso.

 

Segundo o chefe de Gabinete, José Arlindo, Taques decidirá se participa ou não do encontro somente, nesta quarta (29) à noite. “Pedro Taques cumpre agenda da Caravana Transforma MT, na região Médio-Norte desde terça, e deixou para despachar somente após o retorno”, diz em entrevista ao Rdnews.

 

Taques está entre os governadores da oposição que estão desconfortáveis com o convite de Dilma, que deve utilizar a reunião para demonstrar governabilidade. Os chefes dos Executivos estaduais reconhecem a importância institucional do ato, mas temem deixar o encontro na condição de “sócios da crise”.

 

A reunião da petista acontece no momento que os Estados enfrentam situação financeira difícil similar a da União. Por isso, a fatura do apoio político que Dilma espera receber tende a ser alta. Mato Grosso, por exemplo, ainda aguarda a liberação pela secretaria do Tesouro Nacional dos R$ 400 milhões referentes ao FEX, de 2014.

 

Além disso, existe o débito da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com o Estado, que chega a R$ 900 milhões, e a reivindicação do aumento de 1% nos recursos destinados ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

 

Caso participe do encontro, Taques deve cobrar o pagamento dos débitos da União com o Estado. Reiteradas vezes, o governador afirmou que Mato Grosso ajuda no equilíbrio da balança comercial brasileira e precisa receber mais atenção do governo federal.

 

Às 18h27 - Governador decide participar de reunião

O governador Pedro Taques acaba de decidir, após conversar com outros chefes de Executivo estadual da oposição, que participará da reunião convocada pela presidente Dilma. Após cumprir roteiro de dois dias na região Médio-Norte, o pedetista pretende descansar por algumas horas e embarcar para Brasília no início da manhã.

 

 

 

Jacques Gosch

 

Comentários

Data: 30/07/2015

De: eleitor

Assunto: reunião

QUEM ESSE CARA TÁ PENSANDO QUE É? A PRESIDENTE CONVOCA OS GOVERNADORES PARA DISCUTIR PROBLEMAS DO PAÍS E ELE FICA FAZENDO DOCE. DEPOIS NÃO VEM RECLAMAR, DO JEITO QUE ELE É VINGATIVO A DILMA TAMBÉM É. JÁ SE SENTE PRESIDENTE DO BRASIL. EITA BAIXINHO DANADO DE METIDO.

Novo comentário