30/10/2012 - Família luta para remover paciente em estado grave na divisa de MT

A família de Márcio Alves de Almeida, de 31 anos, vítima de uma pancada na cabeça, luta há uma semana para conseguir a remoção dele para um grande centro. Márcio precisa urgentemente ser operado por neurocirurgião para estancar o ferimento. 

A vítima é moradora de Aragarças-GO, na divisa com Mato Grosso, e está internada na UTI de Barra do Garças após ser agredida por dois homens na porta de uma lotérica no município goiano, semana passada. 

De acordo com os médicos, Márcio está entubado, porém precisa passar por uma neurocirurgia, pois há um edema no cérebro. Teve início então o drama da família para conseguir o procedimento. Como o paciente é de Aragarças, o hospital de Barra do Garças pediu que ele fosse regulado por Aragarças. 

A família só conseguiu falar com alguém da saúde de Aragarças após intervenção da Promotoria no sábado. Nesta segunda-feira, um mandado coercitivo para internação do paciente foi expedido pela juíza aragarcense para regulação do Samu em Iporá-GO, porém até a tarde desta segunda-feira (29) a vaga ainda não tinha saído. 

A irmã de Márcio, Simone Alves, pediu a regulação de Barra do Garças para enviá-lo a Rondonópolis, onde tem UTI e neurocirurgião, porém não obteve êxito. 

O pai de Márcio, Antônio Arruda, já falou em vender a casa para salvar a vida do filho e lamentou a burocracia para conseguir uma vaga para o filho. “Meu filho está sedado desde terça-feira e precisa ser operado. Se demorarem muito, ele pode morrer. Eu já implorei para um monte de gente, mas ninguém resolve o caso”, completou seu Antônio.

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário