30/12/2013 - Silval confirma novos nomes para a equipe

O governador Silval Barbosa (PMDB) definiu o ‘time‘ de secretários de Estado que assumirão no dia 1º de janeiro, as vagas dos gestores que deixam o staff para disputar as eleições de 2014. De acordo com Silval, a escolha dos novos nomes priorizou o perfil técnico para cada cargo. Administrador de empresas, Eduardo Vizotto assumirá o Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat), em Brasília, em substituição a Éder Moraes. Secretário de Estado de Administração, Francisco Faiad, repassará o comando da pasta para o adjunto, advogado Pedro Elias. E o atual chefe de Gabinete de Silval, Silvio Corrêa, será o novo gestor da Secretaria Extraordinária deAcompanhamento da Logística Intermodal e Transportes, no lugar de Francisco Vuolo. Nesse quadro,os atuais secretários constam na lista de pré-candidatos às chapas proporcionais do PMDB e PP. 

 

Com a proximidade do pleito geral, o governador pediu aos pretensos candidatos que atuam no primeiro escalão, ‘pressa‘ para a definição dos projetos. A saída dos secretários, no dia 31 deste mês, possibilita ao Executivo iniciar o último ano de mandato de Silval com a nova estrutura de gestores.

 

Nesse contexto, só não se encaixa o vice-governador Chico Daltro (PSD), tratado com excepcionalidade pelo governador em razão de também ocupar a chefia da Secretaria de Estado das Cidades (Secid). Como o governador ainda não definiu seu projeto político para as eleições, Daltro é peça chave no Executivo, podendo ocupar o comando de Mato Grosso com eventual saída de Silval do Governo.

 

Existe nesse aspecto expectativa sobre outras pastas e autarquias que poderão sofrer mudanças, ainda não oficializadas. Isso se aplica ao secretário de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, Meraldo Figueiredo Sá (PSD). Ele poderá deixar a pasta para disputar cargo eletivo, e no partido, se avalia possível substituto.

 

A mesma regra poderá ser condicionada ao presidente da Empaer, Valdizete Martins Nogueira (PSD), pré-candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa. Estavam cogitados para disputar o pleito geral e abriram mão os secretários de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Allan Zanata; de Meio Ambiente,José Lacerda e o secretário chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, republicano mas que ocupa a função na cota pessoal do governador.

 

O nome de Nadaf fez parte da lista de pré-candidatos do PR aventados para pleitear vaga na Câmara Federal. Silval Barbosa só deverá anunciar sua decisão de disputar ou não o pleito de 2014, no fim de março do próximo ano, como prevê a legislação eleitoral. 

 

Sonia Fiori

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário