30/12/2015 - Ações transformam turismo em vetor de desenvolvimento econômico

30/12/2015 - Ações transformam turismo em vetor de desenvolvimento econômico

Em poucos meses a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) deu uma demonstração de como será tratado o turismo pela atual gestão. Ele será transformado em um dos principais vetores do desenvolvimento socioeconômico e fonte geradora de emprego e renda. Uma prova disso foi a reestruturação e ampliação do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo (Prodestur) que retomou 10 obras de infraestrutura turística que estavam paralisadas e iniciou outra no município de Nobres.

Três dessas obras retomadas já foram finalizadas e várias outras devem ser concluídas ainda no primeiro semestre de 2016. Entre as concluídas estão o asfaltamento da MT- 442, ligando a MT-351 ao
Lago do Manso, a restauração e revitalização da MT-060, entre Nossa Senhora do Livramento e Poconé, e um trecho de asfalto de 37 km entre o distrito de Bom Jardim e a cidade de Nobres. Todas essas intervenções já estão sendo utilizadas por turistas e moradores dessas regiões.

A população também viu sair do papel obras prometidas ou paradas há mais de uma década como a troca de pontes de madeira por estruturas de aço e concreto na 
Transpantaneira, que já tem seis das 31 edificações finalizadas e a do Memorial Rondon, que já está em fase de finalização e será entregue em fevereiro do próximo ano.

Também foi com muito esforço que a equipe técnica da secretaria-adjunta de 
Turismo da Sedec reestruturou os projetos para readequá-los às exigências de viabilidade econômico-financeira para que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) retomasse a liberação das parcelas do financiamento da obra de Reforma e Ampliação da Pista de Pouso e Decolagem doAeroporto de Rondonópolis. Quando estiver finalizado, o terminal de passageiros passará a receber aviões de grande porte com capacidade para até 100 passageiros.

Por entender que reurbanizar ruas de cidades com potencial turístico gera desenvolvimento e renda é que foram restruturados os projetos de revitalização e urbanização das avenidas 
Aníbal de Toledo emPoconé, que liga a entrada da cidade à saída para o Pantanal, Universitária em Pontal do Araguaia e de diversas ruas e avenidas em Nobres.

Também estão em obras por meio do 
Prodestur um Centro de Convenções com capacidade para 3,5 mil pessoas e a revitalização e ampliação do Porto do Baé na orla do Rio Garças, um local que estava em completo abandono e sendo utilizado por usuários de droga. Ambas as construções são no turístico município de Barra do Garças.

“A retomada dessas obras do Prodestur é uma demonstração da importância que temos dado ao setor”, destaca SeneriPaludo, titular da pasta.

Corredor

Todas essas obras de infraestrutura estão sendo feitas no chamado corredor do ecoturismo, definido pela atual gestão como sendo os polos Pantanal, Chapada dos 
Guimarães, incluindo Nobres e Baixada Cuiabana e região do Araguaia. A intenção é criar um ambiente de negócios favorável ao desenvolvimento da atividade em Mato Grosso.

Para marcar a criação desse corredor a Sedec e o trade realizaram a Abertura da 
Temporada Turística, com palestras e reuniões, e trouxeram 26 jornalistas especializados na área que escrevem para revistas, jornais e sites. Eles também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco das belezas naturais do Estado.

O resultado desse 
Fampress foi uma ampla divulgação do potencial de Mato Grosso em veículos renomados do pais como o Jornal O Globo e o programa de TV Viagem Cultural da Rede TV, exibido em rede nacional.

FIT 2016

Outra importante conquista na atual gestão foi a reaproximação com o trade turístico, o que possibilitou a parceria na realização de vários eventos. “Muitas ações só foram realizadas devido à confiança que os empresários do trade têm depositado no atual governo em relação à maneira como estamos tratando o turismo”, conta o secretário-adjunto de 
Turismo da pasta, Luis Carlos Nigro.

É por meio dessa parceria que será retomada, a partir de 2016, a Feira Internacional do 
Turismo no Pantanal, que após oito anos volta a acontecer em Mato Grosso, só que desta vez sob uma nova ótica, a de realizar negócios.

A pasta também participou de vários eventos de renome nacional e internacional como a ABAV – Expo Internacional de 
Turismo em São Paulo e o Festival de Turismo de Gramado no Rio Grande do Sul e a World Travel Market em Londres, o maior evento do setor de viagens do mundo. Em todos eles foi feito o lançamento da FIT Pantanal 2016.

Mapeamento

Outra importante ação realizada em 2015 foi o mapeamento dos principais atrativos turísticos de 
Mato Grosso visando o desenvolvimento de políticas públicas para os destinos. O trabalho foi construído conforme instruções do MTur/Metodologia de Hierarquização de Atrativos Turísticos adaptada daOrganização Mundial do Turismo (OMT).Foram identificados 253 atrativos turísticos em todos o Estado.

 

 

 

D`Laila Borges

Assessoria/Sedec