31/01/2011 10h:21 Quadrilha presa na Barra planejava sequestrar empresária em Água Boa

A quadrilha que desencadeou uma série de assaltos em Barra do Garças e Nova Xavantina pretendia sequestrar uma empresária na cidade de Água Boa. A informação é da Polícia Civil, que descobriu o fato após o interrogatório dos cinco acusados presos.
Dois suspeitos foram pegos em Nova Xavantina e outros três em Barra do Garças. O quinto envolvido preso é o ex-moto-taxista Levi da Silva, 25 anos, que confessou que pilotou a moto em dois assaltos ocorridos em Barra.
Além de Levi, foram presos Ribamar Junior Alexandrino Rodrigues, 18 anos, João Farias Rodrigues Filho, 24 anos, Marcio Luiz Borges 32 anos e Célio dos Santos Mesquita. A quadrilha agia em estabelecimentos comerciais como panificadoras, sorveterias e postos de gasolina no horário das 19h às 20h e almejavam sequestrar uma empresária da cidade de Água Boa cujo crime não aconteceu porque o bando foi preso antes...
A quadriha já estava monitorando a empresária da mesma forma que vez com relação a um comerciante que mexe como ouro em Nova Xavantina. Marcio Luiz Borges é acusado de dar suporte à prática dos crimes e auxiliava na fuga. Ele também fornecia veículo, arma e dinheiro para os comparsas. Em dois assaltos ocorreram disparos de armo de fogo e foram atribuídos quatro crimes de roubo a quadrilha.
Integrantes da quadrilha são investigados também por uma tentativa de latrocínio em Nova Xavantina, a 650 km de Cuiabá, cuja participação foi desvendada pelo delegado Rodrigo Bastos e agentes civis daquela cidade. Segundo o delegado João Pessoa, a quadrilha começou a cair quando deu errado o plano sobre o roubo de ouro em Nova Xavantina e estavam sem dinheiro para voltar para Barra do Garças decidiram fazer o assalto numa mercearia. A prisão do Márcio foi o primeiro passo para desbaratar a quadrilha, segundo assessoria da Polícia Civil.

Escrito por Ronaldo Couto / Olhar Direto