31/03/2014 - Serviço paliativo tira famílias de isolamento na zona rural de Nova Olímpia

Uma equipe da secretaria de Obras de Nova Olímpia trabalhou durante todo o dia de sábado (29) para liberar o trânsito na via de acesso aos assentamentos rurais do município. Mesmo que de forma paliativa, uma nova estrutura foi montada sobre o córrego Taquara, há 30 quilômetros do perímetro urbano, e agora as comunidades rurais não estão mais isoladas.

Na noite de sexta-feira para sábado, uma forte chuva levou a única ponte de acesso aos assentamentos Rio Branco, Riozinho, Nova Conquista, Usiel Pereira, Paloma e Jatobá, pelo menos 50 fazendas e sítios, deixando pelo menos 600 famílias isoladas.

O trabalho foi coordenado pelo secretário de Obras, Ari Cândido Batista, o Arizão. Segundo ele, para liberar o trânsito, foram colocadas madeiras e coberta com terra, resolvendo provisoriamente o problema. Entretanto, de acordo com o secretário, será necessário erguer o aterro e colocar manilhas. "Assim faremos um serviço definitivo", citou Ari.

OUTRAS PONTES - Arizão informa que está programado pela Prefeitura, em parceria o Estado, a recuperação de outras pontes que caíram recentemente com as chuvas nas regiões da Paloma e Nova Conquista. Segundo ele, o maquinário seguirá para a zona rural  ainda nesta semana, logo após liberar a MT-358, onde a equipe está realizando serviços na pista, onde um enorme buraco  já consumia metade da pista. "Devemos terminar na terça-feira e em seguida vamos para a zona rural", disse o secretário.

SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA - O prefeito de Nova Olímpia Cristovão Masson Decretou estado de emergência no último dia 05 de março por causa do volume de chuvas que caiu na região, o que resultou em queda de pontes, rompimentos de bueiros e outros prejuízos. O decreto 018/2014, foi baseado no parecer técnico da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, relatando a ocorrência deste desastre é favorável à declaração de Situação de Emergência, principalmente com as chuvas do dia 27 de fevereiro que ocasionou prejuízos na zona rural do município com a perca de três pontes no Assentamento Paloma e uma no Assentamento Nova Conquista e ainda um bueiro na estrada de acesso a Serra, além de inúmeros atoleiros, deixando dezenas de pessoas ilhadas. Segundo dados da Defesa Civil, nos últimos meses houve uma precipitação acima de 1200 milímetros.

 

N. A. Alves

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário