31/03/2015 - Governo anuncia retomada de obras do MT Integrado em abril

O secretário do Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, informou que, no mês de abril, o Governo irá lançar ordens de retomada de serviços de algumas obras que compõem o programa MT Integrado. 

Para isso, o Governo conta com R$ 56 milhões em caixa e ainda aguarda a liberação de outros R$ 400 milhões por parte do Bando Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Este montante deverá ser liberado gradativamente, ao longo deste ano. 

O secretário não mencionou, contudo, quantos empreendimentos farão parte deste “primeiro pacote” de obras do programa de pavimentação de estradas. 

Segundo ele, a retomada ou início dessas obras está condicionada às auditorias que estão sendo realizadas pela Controladoria Geral do Estado, desde o início deste ano. 

“Daremos a ordem de serviço de algumas obras, agora em abril. Ainda não temos um número exato. Elas estão, na verdade, condicionadas às auditorias que estão sendo finalizadas”, afirmou ele. 

Duarte afirmou que os trabalhos da Controladoria apontaram algumas irregularidades, contudo, as pendências, segundo ele, não são de natureza grave e já estão sendo discutidas com as empresas. 

“Estamos em conversas frequentes com as empresas. À medida que os problemas vão surgindo, nós vamos informando as empresas, para que elas possam solucioná-los”, disse o secretário. 

“Estamos dando esse 'feedback' sobre o trabalho das auditorias, porque, por enquanto, as anomalias encontradas são sanáveis. São questões da área ambiental, de ajustes em contratos, enfim, estamos atuando de forma a não adiar ainda mais a retomada dessas obras”, completou ele. 

O secretário alegou que a conclusão de todas as 46 obras que integram o pacote do MT Integrado deverá ocorrer em um prazo de até três anos. 

“São muitos lotes de obras, esse é um programa para dois ou três anos. Trabalhamos de uma forma bem segura e, a princípio, essa é a nossa meta”, concluiu. 

"Herança de Silval" 

O programa MT Integrado foi lançado pela gestão passada, sob o comando do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), e prevê a interligação de todos os municípios do Estado com pelo menos uma rodovia pavimentada. 

Este era apontado como um dos principais programas da gestão de Silval e tinha como meta a pavimentação de dois mil quilômetros de rodovias. 

Contudo, apenas uma obra foi entregue durante o governo passado. Trata-se de um trecho de apenas 20 quilômetros, que liga o município de Canabrava à BR-158.
 
 
 

Camila Ribeiro 

Da Redação

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário