02/06/2015 - Jornalista escreve livro sobre a Prelazia de São Felix do Araguaia e da luta pela terra

"Memória e libertação” é o novo livro da jornalista Arcelina Helena Públio Dias, que revive junto ao povo da Prelazia de São Félix do Araguaia (MT) suas histórias de luta pelos direitos da terra e da vida, durante os duros anos da ditadura militar.

 

Impactantes, grandes e coloridos murais, pintados por Cerezo Barredo, durante esse período, também contam a história do povo, iluminam e ilustram o livro de Arcelina. E principalmente o bispo Pedro Casaldáliga, líder da resistência desse povo que preserva com dignidade a memória das lutas, perseguições e vitórias.

 

Durante 100 dias Arcelina conviveu e conversou com o povo da Prelazia que participou da luta,  se orgulham de sua história e preservam a memória. Dom Pedro, com seus 92 anos, continua em São Felix. Cerezo Barredo -  padre, pintor espanhol e  principal muralista das lutas dos povos da América Latina, na segunda metade do século XX -  mora  em Salamanca, onde Arcelina foi entrevistá-lo.  

 

O Governo do Mato Grosso, através da Secretaria da Cultura, tombou os 12 “Murais da Libertação”, localizados em sete cidades da Prelazia, entre os rios Araguaia e Xingu.  Os murais mesclam a lutado povo, com suas características culturais das três raças brasileiras, com as histórias bíblicas da libertação anunciadas por Jesus e seus apóstolos. 

 

O livro de Arcelina faz parte de um projeto de peregrinação jornalística de 500 dias entre os pobres e excluídos dos cinco continentes, com o objetivo de escrever cinco livros. Memórias e Libertação é o quarto da série.

 

A editora Ave Maria, para conseguir a reprodução da qualidade dos murais e ao mesmo tempo um preço de venda do livro acessível, mandou emprimí-lo na China.

 

 

Comentários sobre Memória e Libertação:

 

“Este livro mostra um Brasil de histórias de força, um Brasil de necessidades primárias, um Brasil de soluções criativas empolgantes, longe dos holofotes do poder central. É um Brasil que tem muito a ensinar e a ser reconhecido por meio das histórias que compõem a peregrinação da autora pelo resgate da dignidade anônima de tantos cidadãos e cidadãs cujas vidas dizem muito mais do que os falaciosos números estatísticos ou os relatos da história official.”

 

 

Edvaldo Pereira Lima

Jornalista e prof da USP

Autor do prefácio

 

“No meio da crise mundial e das graves deficiências das nossas políticas e das nossas Igrejas, algo se move. O importante é não deixar cair a profecia” 

Dom Pedro Casaldáliga.

 

Outros livros de autoria de Arcelina Helena:

 

A “Crônica do Salário Mínimo”, (1996 Ed Record), descreve sua vivência de assalariada do Mínimo, na periferia de Belo Horizonte.

 

O relato dos 90 dias pelas três Américas resultou o livro "Sinais de Esperança", editado pela Ed. Vozes em 2001.

 

"Perdão, África, Perdão" (2002 Ed. Rede da Paz) foi escrito após 110 dias de peregrinação na África e no Oriente Próximo.

 

Além do Silêncio” ( 2006 Ed. Ave Maria) é uma grande reportagem sobre os mosteiros ecumênicos da Europa, onde homens e mulheres escolhem a vida simples e solidária com os excluídos do nosso planeta.

 

 

Mais informações com:

Arcelina Helena: (62) 9169-5205 e 62-3372-1727

 

Informações para a imprensa:

SPGA CONSULTORIA DE COMUNICAÇÃO

Regina Lima

 

Comentários

Data: 01/06/2015

De: José Rezende

Assunto: grileiro disfarçado

Faça você morador ! Conte a história pelo lado dos grileiros que usaram o povo pobre pra roubar terras dos outros.
Até parece que você é do lado dos pobres.
Me engana que eu gosto !!!

Data: 03/06/2015

De: morador

Assunto: Re:grileiro disfarçado



Não sei mentir

Data: 01/06/2015

De: Morador

Assunto: ditadura


Arcelna, faça outro livro, converse com os moradores pobres que foram colocado pelas frocas armadas pra fora das terras da Suia.

Novo comentário