31/08/2015 - Estado deve equilibrar contas até fim do ano, diz secretário

O Comando Vermelho (CV) de Mato Grosso acaba de impor mais uma lei entre a bandidagem. A partir de agora, está suspenso os roubos de motos com menos de 300 cilindradas. Os roubos, não só estão proibidos, como estão prejudicando a própria bandidagem, seus familiares e pessoas trabalhadoras. Isso não deixa de ser uma afronta, principalmente à Polícia e a Segurança Pública do Estado, como comprova que os bandidos continuam dando as ordens de dentro para fora das penitenciárias e cadeias pública de Mato Grosso.

 

Em uma gravação de menos três minutos espalhada pelas redes sociais, possivelmente um recado gravado dentro de uma penitenciária de Mato Grosso, coloca em cheque o poder da Polícia, que não consegue segurar a onda de roubos diárias de veículos, principalmente motos.

 

Citando o Comando Vermelho com uma força dentro do Estado, e fazendo ameaças de morte a seus próprios comparsas, o mensageiro alerta que a partir de agora estão proibidos os roubos de motos modelo, Biz, e outros modelos de 100,125 e 150 cilindradas, que segundo o “mano” que gravou a mensagem, estão proibidas de serem roubadas.

 

Segundo o mensageiro, o Comando Velho quer paz, não quer “guerra” entre a bandidagem, pois alguns bandidos não estão respeitando nem os outros bandidos. Estão roubando, agredindo e espancando pessoas sem condições financeiras. Do jeito que estão as coisas, está virando uma “guerra”.

 

“Quem passar por cima desse decreto do Comando Vermelho as coisas vão ficar feia, a cobrança será grande. Quem roubar pobre o martelo está bandido. Os manos vão pagar fora ou dentro da cadeia, pois nossa palavra tem peso e poder”, alertou o dono da voz.

 

 Agora um alerta para a Polícia, Pelo que o "mano" falou na gravação, que se cuide os donos de motos com mais de 300 cinlindradas, pois ficou bem claro que essas pessoas de poder aquisitivo mais elevado estão à mercê da bandidagem, pois o "decreto" só protege os "amigos" do Comando Vermelho,  os que querem se engajar na paz entre as bandidagem e os trabalhadores que não tem condições de comprar motos de mais potência, e por consequência mais caras.

 

 

 

Douglas Trielli 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário