31/08/2015 - Idosa de 114 anos reencontra filha em asilo após 50 anos sem se ver

31/08/2015 - Idosa de 114 anos reencontra filha em asilo após 50 anos sem se ver

Após 50 anos separadas, a idosa Maria de Lourdes Silva, de 114 anos, que mora em um abrigo de idosos, reencontrou a filha adotiva, Sinésia Francisca da Silva, de 70, quando ela passou a morar no mesmo local, em Goiânia. Depois de tanto tempo separadas, agora, a mãe centenária precisa cuidar novamente da filha, que sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e só se locomove usando cadeira de rodas.

Filha de escravos, Maria de Lourdes nasceu em Minas Gerais, mas se mudou para Goiânia, onde casou, teve um filho e adotou um bebê que tinha perdido a mãe na época. “Ela era neném e a mãe dela morreu”, conta.

Porém, tempos depois, elas se separaram e ficaram um longo tempo se terem notícias uma da outra. “Veio um parente dela e levou ela embora”, disse, Maria de Lourdes. Por coincidência do destino, após o AVC, a Sinésia passou a morar no mesmo abrigo de idosos que sua mãe, que já vivia lá há um ano. Desde então, as duas não se desgrudam mais.

Alta, magra e de cabelos grisalhos, Maria de Lourdes tem disposição e energia suficiente para cuidar da filha. Ela empurra a cadeira de roda por todo o abrigo e ainda lhe fazer carinhos. Com a nova companhia, os dias da descendente de escravos centenária ganharam um novo sentido: “[Os dias] São todos alegres, graças a Deus”.

 

 

G1/GO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário