31/10/2012 - Revanchismo, filha de Riva posta vídeo e sugere negligência de Mauro Mendes (Veja Vídeo)

 

Em sinal de que ainda há resquícios do acalorado processo que elegeu Mauro Mendes (PSB), prefeito de Cuiabá, a presidente do PSD Mulher, Janaína Riva Moreira Lima, filha do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), publicou no seu perfil do Facebook, vídeo o qual denuncia o descaso da indústria Bimetal – de propriedade de Mauro - em prestar atendimento a um funcionário vítima da queda de uma torre. 

 
O revanchismo de Janaína é uma resposta aos constantes ataques propagandeados, por Mendes ao longo do processo eleitoral. O socialista acusou o adversário Lúdio Cabral (PT) de “esconder” o apoio de José Riva. Como é de conhecimento público o presidente da AL enfrente dura batalha jurídica para manter-se no cargo e responde alguns processos. 
 
Em defesa do pai, a futura sucessora do legado político de Riva, foi para o enfrentamento e acusa Mauro Mendes de negligência por não prestar socorro a Durval da Silva que ficou preso entre as ferragens do caminhão, após a queda da torre de transmissão da TV Rondon, construída pela empresa Bimetal. 
 
O acidente ocorreu no dia 15 de abril de 2011 – quando um forte vendaval seguido de tempestade quebrou a  torre, com pelo menos 100 metros de altura.  Ronei Teotonio Cabreira, que estava no banco de passageiro do veículo, morreu na hora, e o motorista, Durval Ferreira da Silva, que chegou a ficar preso às ferragens, foi resgatado e levado para o Pronto Socorro Municipal. 
 
O vídeo mostra Durval caminhando com dificuldade, amparados por muletas, por conseqüências das seqüelas deixadas pelo acidente. Em seu depoimento o então funcionário da empresa Duzzi Móveis relata que passou por 17 cirurgias e em nenhum momento, a empresa Bimetal prestou atendimento ou cumpriu com a determinação da Justiça de pagar pensão de um salário mínimo de R$ 622, já que laudos técnicos apontam que houve deficiência na fabricação, falha na montagem e ausência de manutenção da estrutura metálica. 
 
“Eles não foram capazes de vir até aqui perguntar se eu não tinha uma conta de luz para pagar. Se eu precisava de uma cesta básica. A Bimetal se opõe de todas as maneiras até então”, disse Durval Ferreira da Silva, em depoimento. 
 
Já o advogado da TV Rondon, Elpído Moretti em depoimento ressalta que após o acidente houve duas reuniões com os diretores da Bimetal, mas não houve consenso. Recaiu sobre a TV a responsabilidade de arcar com todas as despesas. 
 
Izabela Andrade | Redação 24 Horas News
 
Confira vídeo postado por Janaína Riva 
 
 
 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário