31/10/2014 - Avenida da FEB será totalmente liberada

Com a finalização dos trabalhos de drenagem, alargamento da pista e pavimentação (primeira camada), o trecho entre a avenida Dom Orlando Chaves e a Ponte Júlio Müller, sentido Cuiabá, será totalmente liberado a partir desta sexta-feira (31). No sentido Cuiabá-Várzea Grande o fluxo já está liberado desde junho. 

O tráfego na avenida da FEB, entre o entroncamento com a avenida Dom Orlando Chaves e a ponte Júlio Müller foi interrompido no dia 11 de setembro para obras de alargamento de pista, drenagem e pavimentação. Além disso, as atividades relacionadas à via permanente avançaram bastante. 

Com a liberação do fluxo de veículos no trecho os trabalhos na região não param. As atividades continuam com a execução de meio-fio e calçada, além da limpeza e outros serviços que antecedem o paisagismo, tanto na rotatória da Trincheira do Km Zero quanto na avenida da FEB. A sinalização definitiva também será implantada aos poucos, mas a estrutura básica será colocada para orientar os motoristas. 

Além do viário, as equipes do Consórcio VLT darão sequência às atividades no canteiro central, para a implantação da via permanente, por onde o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) vai trafegar. Atualmente, a via permanente foi instalada em cerca de 3.000 metros, entre a saída do Centro de Manutenções até próximo ao entroncamento com a rua Irmã Elvira.

Trincheira - O tráfego na rotatória da Trincheira do Km Zero, na avenida da FEB também volta a fluir normalmente a partir desta sexta-feira (31). Com a conclusão dos serviços de ajuste de greide (alinhamento, ajuste na altura), o viaduto 2 da trincheira será liberado para o trânsito novamente, garantindo a interligação entre as avenidas João Ponce de Arruda, Ulisses Pompeu de Campos, 31 de Março e FEB.

Os trabalhos neste local iniciaram no último dia 17 e faziam parte da segunda etapa das atividades, com a implantação da segunda fase da rota alternativa de trânsito. Com isso, o viaduto 2 da rotatória foi bloqueado e o viaduto 1 passou a ser usado em mão dupla.

Com o bloqueio do viaduto 2, houve mudanças nos acessos envolvendo as avenidas 31 de Março, Ulisses Pompeu de Campos e João Ponce de Arruda, que foram interligadas à rotatória. Além do ajuste do greide, o Consórcio executou a segunda camada de pavimentação nesse trecho.

Com a implantação do bloqueio, o motorista que seguia pela avenida 31 de Março em direção ao Aeroporto Marechal Rondon tinha que entrar na rotatória por um acesso provisório, seguindo em mão dupla pelo viaduto 1, e entrando na avenida Ulisses Pompeu de Campos, por onde continuava a rota sugerida. Por esta rota poderia retornar na primeira rotatória da avenida Ulisses Pompeu de Campos e entrar à direita na segunda rua (rua são Caetano), acessando então a avenida João Ponce de Arruda, continuando o percurso normal até chegar à estação aeroportuária.

Também estavam passando pelo viaduto os motoristas que seguiam pela avenida Ulisses Pompeu de Campos em direção à avenida 31 de Março. Nesta segunda etapa, a marginal da Trincheira na avenida João Ponce de Arruda estave liberada, permitindo o acesso à avenida 31 de Março.

Vale lembrar que as vias foram sinalizadas para melhor orientar os motoristas.

 

Redação do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário