Dom Pedro Casaldáliga recebe homenagem no Senado pela luta por justiça social

Dom Pedro Casaldáliga foi homenageado

nesta terça-feira (21-12) pela Senadora Serys Slhessarenko (PT-MT)

no Senado Federal durante sessão de homenagem do Prêmio

Dom Helder Câmara. A parlamentar se emocionou ao falar

da vida e da obra de Casaldáliga, que recebeu a premiação

por meio de um representante, já que está com problemas de saúde.

 

Serys destacou a luta de Casaldáliga por um

mundo melhor, por mais justiça social, pela

valorização da pessoa humana. “Como adepto da

teologia da libertação, adotou como lema para sua

atividade pastoral, nada possuir, nada carregar, nada pedir,

nada calar e sobretudo nada matar. (...) Dom Pedro

é um daqueles homens que realmente fazem a diferença!”

 

Morador de São Félix do Araguaia (MT), Serys fez

questão de homenagear Dom Pedro com as palavras

de Frei Betto, que falou da luta do bispo pelos

povos indígenas e negros e pelos povos da Amazônia.

“Casaldáliga, pastor de um povo sem rumo e ameaçado

pelo trabalho escravo, tomou-lhe a defesa,

entrando em choque com os grandes fazendeiros,

as empresas agropecuárias, mineradoras e madeireiras”, disse.

 

Destacou, também, além de sua bondade e luta,

sua intensa atividade literária e a fundação da

Comissão Pastoral da Terra e do Conselho Indigenista Missionário.

E finalizou: “Parabéns ao Senado por reconhecer

a importância deste homem para os Direitos Humanos.

Parabéns a Mato Grosso por tê-lo em suas terras,

lutando pelo fim das injustiças. Parabéns ao povo

de São Féliz do Araguaia por receber o benefício

da presença e da luta de Dom Pedro. Parabéns, Bispo,

por sua luta, sua garra e sua perseverança e por

demonstrar todos os dias que o mundo pode ser diferente,

com mais solidariedade, justiça e paz.”

As informações são da assessoria