Dom Pedro Casaldáliga, de volta para casa

O Jornal “O Repórter do Araguaia” visitou o

Bispo Dom Pedro Casaldáliga, que com sua

humildade concedeu uma entrevista exclusiva,

relatando os momentos difíceis que passou em

sua ausência de São Félix do Araguaia. Em Goiânia,

Dom Pedro Casaldáliga, passou por uma cirurgia da

próstata, que graças a Deus deu tudo certo, apesar

da variação da pressão arterial, um dos efeitos do

mal de parkinson, do qual o Bispo sofre a alguns anos.

Durante a entrevista, Dom Pedro, brincou, fez analogias e

deu explicações sobre sua situação de saúde e de espírito.

 “Acontece que os bispos também adoecem e entram na

faca”, disse ele a respeito da cirurgia realizada.

Segundo Dom Pedro, foram dias de saudades e de reflexões.

“Tivemos várias manifestações de carinho e

solidarieda o povo tem rezado muito. Eu estava

pensando nesses dias todos e, deu para pensar

bastante, que eu estava com todas as regalias e

cuidados, bem acompanhado, bem tratado e que

tem milhões e milhões de seres humanos que nem

sequer tem um copo de água limpa para beber e

recordava as imagens tristes que a televisão tem

mostrado, quase sempre, de hospitais com corredores

cheios, o caso de uma mulher grávida que tinha

passado por uns quatro hospitais tentando vaga

para fazer uma cesariana, cheguei a uma conclusão:”

 A saúde está doente”. em um país com tanto luxo,

médicos e hospitais, mais a saúde pública está muito

sucateada, precisando de reformas.

Esses dois meses serviu para ler, meditar, rezar mais

 um pouco e sentir saudade de São Félix do Araguaia,

do povo do Araguaia, estou de volta, vou aposentar

definitivamente, estou no limite da idade e do parkinson.

Dizem por aí que a velhice é a melhor idade. Não

é bem assim, tem muitos velhos que não são aceitos

nem a própria família, são jogados num asilo ou mesmo nas

ruas das grandes cidades. Vamos pedir a Deus pelo lugar

onde estamos lutar para que a saúde seja bem cuidada,

pois é um direito de todos tratamento gratuito em hospitais,

postos de saúde e que todos sejam tratados como pessoas

 humana como filho ou filha de Deus. Eu agradeço o carinho

de todos, as orações e a caminhada continua... Dias atrás um

sertanejo me perguntava pela saúde eu disse: você sabe cavalo velho...

Ele disse: bispo: “Cavalo velho pasto novo”, e eu acrescentei:

e perto de casa. Mas, estamos em caminhada,

Deus é a nossa salvação”. Concluiu Dom Pedro Casaldáliga.

Em seguida o Bispo lembra que temos que viver o Natal e

deixa uma mensagem a toda população de São Félix do Araguaia e região.

 

 

Bispo Dom Pedro Casaldáliga

 

 

Fonte: O Repórter do Araguaia