04/02/2018 - “Estamos dentro do limite e sem necessidade tremenda de ajuste”

04/02/2018 - “Estamos dentro do limite e sem necessidade tremenda de ajuste”

Reconduzido ao comando da Assembleia Legislativa na sexta-feira (1º), o deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) negou que a Casa precise fazer ajustes e cortes em seus gastos.

 

Em conversa com a imprensa, o democrata disse que o Legislativo está trabalhando dentro dos limites estabelecidos pela Emenda Constitucional do Teto de Gastos.

 

“Nós estamos adequados aqui dentro. Pode ser que haja mais alguns ajustes, vamos discutir com o primeiro secretário e a nova Mesa Diretora. Mas não existe uma proposta neste momento de redução, porque estamos dentro”, disse.

 

“A PEC do Teto de Gastos, quando foi instalada, criou limites para os Poderes. Todos estão trabalhando dentro dos limites estabelecidos. E não temos essa necessidade tremenda de fazer ajustes”, afirmou.

 

Entretanto, Botelho concordou com a proposta do primeiro secretário, deputado Max Russi (PSB), para que haja, até o final do ano, devolução de recursos da Assembleia para o Governo do Estado (leia mais AQUI).

 

“Pode ser que tenha, mas quero deixar bem claro que o orçamento da Assembleia é o mesmo de 2017. Eu já expliquei, é o mesmo valor. E se tiver algum [recursos sobrando], nós vamos devolvendo na medida em que for aparecendo necessidades urgentes”, disse.

 

Diálogo

 

Botelho afirmou que continuará dando espaço para que todos os deputados tenham voz no Parlamento.

 

Em seu discurso de vitória da Mesa Diretora, o democrata disse que será presidente de todos, mesmo dos que não votarem nele. Ao todo, ele teve 20 dos 24 votos possíveis.

 

“Os desafios são os mesmos. Vamos colocar o diálogo em primeiro lugar. Em todas as discussões que teve na legislatura passada, na minha presidência, abrimos para todos os setores, todos os deputados que são contra ou a favor de algum projeto”, afirmou.

 

“Então, vai continuar da mesma forma. Os projetos que vierem para cá ou que forem criados pelos deputados, serão amplamente discutido e sempre colocando o bem da população em primeiro lugar”, completou.

 

 

 

DOUGLAS TRIELLI E CÍNTIA BORGES 
DA REDAÇÃO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário