11/07/2018 - Senador Medeiros informa que Ministério da Saúde está realizando cadastramento de cidades de MT para receber recursos

11/07/2018 - Senador Medeiros informa que Ministério da Saúde está realizando cadastramento de cidades de MT para receber recursos

Brasília – O coordenador da Bancada Federal de Mato Grosso, senador José Medeiros (Pode-MT) informou, nesta terça-feira (10.07), que o Ministério da Saúde já está realizando o cadastramento dos municípios mato-grossenses que serão beneficiados com a emenda impositiva de bancada, via Fundo Municipal de Saúde, no valor total de quase R$ 57 milhões. 

“É importante lembrar que nenhuma cidade será prejudicada por prazos, uma vez que a bancada oficiou o Ministério da Saúde dentro do prazo hábil. Portanto, mesmo entrando o período de eleições, a pasta da Saúde continuará efetivando os cadastros regularmente. É preciso agora entrar na dinâmica daquele Ministério e esperar os cadastramentos”, lembrou.
 
Medeiros disse ainda que é preciso os gestores municipais ficarem atentos à abertura do Sistema do Ministério da Saúde para o cadastramento das propostas. “Nesse sentido, quando o Ministério cadastrar a cidade, ela deverá imediatamente apresentar o projeto para qual a emenda será destinada. É preciso lembrar que muitos empenhos errados ainda não foram cancelados, mas à medida que vão sendo desfeitos, outros certos vão sendo cadastrados”, afirmou.
 
Conforme informações do Ministério da Saúde, passadas ao senador José Medeiros, já existem 35 novos empenhos. Nesse sentido, os seguintes municípios já podem providenciar o cadastramento das propostas: Barra do Garças, Alto Paraguai, Nova Xavantina, São José do Rio Claro, Bom Jesus do Paraguai, Campinápolis, Canarana, Denise, Cocalinho, Gaúcha do Norte, Novo Santo Antônio, Nova Nazaré, Arenápolis, Cláudia, Canabrava do Norte, Alta Floresta, Confresa, Nova Monte Verde, Carlinda, São Felix do Araguaia, Vila Rica, Campo Novo do Parecis, Nortelândia, Brasnorte, Água Boa, Nova Marilândia, Santo Afonso, Porto Alegre do Norte, Apiacás, Santa Cruz do Xingú, Paranaíta, Santa Terezinha, Nova Bandeirantes, São José do Xingú e Porto Estrela. 
 
Segundo Medeiros, a bancada de parlamentares, em conjunto com a Associação Mato-grossense de Municípios (AMM) e os Consórcios Intermunicipais de Saúde (CIS), garantiram que todos os municípios serão contemplados com os recursos para apoio à manutenção de unidades de saúde do estado. “Ficaram de fora somente Cuiabá e Rondonópolis que receberam outros recursos de emendas de bancada”, destacou. Ao todo, conforme as informações do coordenador da bancada, são 16 Consórcios Intermunicipais de Saúde em Mato Grosso. 
Os valores que cada cidade receberá foi decisão unilateral desses consórcios, obedecendo a critérios próprios.

 

 

 

Assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário